28 de novembro de 2008

COMPORTAMENTO HUMANO - PARTE 02



Quando se fala em COMPORTAMENTO HUMANO, falam-se em comunicar-se com o próximo, muitas vezes exageradamente agitados nas formas de expressão criando uma ambiguidade: Explorar a timidez para evoluir e/ou evoluir para superar seus medos. Chamar a atenção no mais profundo senso comportamental, não pela sua inteligência nem mesmo pelo seu trabalho, diz respeito sentir-se desprezado, esquecido, criando assim um medo interior de rejeição perante a sociedade como um todo. Deixar de ser (???????) para ser o que os outros esperam de você como se fosse uma mercadoria de moda, não vai levar vocês a lugar nenhum. Pode até levar. Levar para o caminho da escuridão atropelados pelo silêncio de não participarem e usufruírem das rodas de verdadeiros amigos. Está presente em ciclos de pessoas de outra classe apenas para superar o medo da solidão (rejeição) ou quererem apenas "APARECER" como forma de sobrevivência devido está próximo das influências, faz de vocês pessoas sem identificação pessoal, pois estão apenas sendo o que "eles" querem que vocês sejam. Sendo assim, sua "alguma" personalidade desaparece e com ela o seu "EU". Lembro-me aqui de LAO TSU, que em um belo fim de tarde escreveu:

"O sábio não se exibe e por isso Brilha; ele não se faz notar e por isso é notado; ele não se elogia e por isso tem mérito e, por que não está competindo, ninguém no mundo pode competir com ele".



Quando li pela primeira vez estas frases, as mesmas chamou-me a atenção pela sua sensibilidade e serenidade quanto as diferenças que encontramos nos diversos comportamentos, sejam eles de ontem sejam eles de hoje. Devo aparecer, tenho que aparecer, vou aparecer.

Até que ponto é necessário se fazer aparecer?
Faço esta pergunto aos ultrajovens.



Nenhum comentário:

Postar um comentário