9 de dezembro de 2008

MANDIOCA - ALIMENTO E VIDA



O Brasil está no I Encontro Científico do Global Cassava Partnership, uma rede mundial de pesquisadores ligados a FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) que tem como meta o desenvolvimento da cultura da mandioca.
A mandioca é uma das principais fontes de energia para cerca de 500 milhões de pessoas em todo o mundo, especialmente, nos países pobres e em desenvolvimento.
No Brasil, a mandioca é a nona cultura mais plantada.
A pesquisadora Marília Nutti, da Embrapa Agroindústria de Alimentos (Rio de Janeiro-RJ), coordenou a sessão Enriquecimento Nutricional. Ela apresentou as estratégias para biofortificação com ferro, zinco e pró-vitamina A de alimentos básicos na dieta brasileira como mandioca, arroz, feijão, batata-doce e feijão caupi no Congresso Mundial sobre a Mandioca no DF em Julho deste ano.
Pesquisadores da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia (Brasília-DF) e da Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas/BA) também apresentaram trabalhos. Nos últimos quatro anos, o melhoramento da mandioca, por exemplo, permitiu triplicar o teor de pró-vitamina A nas raízes de mandioca. De 4 microgramas/kg em variedades como a Dourada e a Gema de Ovo, chegou-se a 12 microgramas/kg. São mandiocas de polpa amarela, macias, pouco fibrosas, de sabor agradável, cozimento rápido e produtivas. A deficiência de pró-vitamina A na alimentação, associada a outras carências, leva a problemas de visão e cegueira na população mais pobre. A pesquisadora Wania Fukuda, da Embrapa Mandioca e Fruticultura, uma das principais responsáveis pela biofortificação da mandioca, recebeu o prêmio Frederico de Menezes Veiga/2008, pela sua longa atuação na pesquisa e na transferência de tecnologia envolvidas com essa cultura.No Brasil, a bioforticação envolve 8 unidades da Embrapa, universidades, organizações não governamentais, os governos do Maranhão e Sergipe, prefeituras, creches e associações de produtores. Ele está ligado aos programas HarvestPlus e AgroSalud que, entre os financiadores, tem a Fundação Bill Gates, o Banco Mundial e o Canadian International Development Agency (CIDA).
Mais informações: Pesquisador José Luiz Viana de Carvalho (jlvc@ctaa.embrapa.br) Embrapa Agroindústria de Alimentos 21 3622 9799 ou 3622 9700.

Nenhum comentário:

Postar um comentário