30 de abril de 2009

Dia Nacional da Mulher



30 de Abril

Derrubaram-se tabus, obstáculos foram vencidos, a ocupação dos espaços foi iniciada. Graças à coragem de muitas, as mulheres conquistaram o direito ao voto, a chefia dos lares, colocação profissional, independência financeira e liberdade sexual. Apesar de válidas, essas aberturas ainda são uma gota num oceano de injustiças e preconceitos.
Infelizmente, por ainda não saberem lidar com tal liberdade, pois é um processo recente, muitas confundem esta liberdade com desrespeito.
O tempo passa e espero que as mesmas possam lidar melhor com tal situação.
Defendo sim, mulheres serem independente.
Trabalhar para ajudar nas despesas de casa. Comprar o que vontade sem esperar pelo companheiro.
Independência para falar, opiniar, agir. Mas jamais ultrapassar a história de relacionamentos.
Não existe independencia dentro de um firme e duradouro relacionamento.
Parabenizo a minha mamãe Maria Madalena, minha irmã Rita Cristina, minha vovó Maria Firmino, minha cunhada Marília entre outras como Kátia Lopes.
Mulheres de ontem, hoje e de amanhã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário