10 de junho de 2009

FORMAÇÃO TERRITORIAL DO PIAUÍ

Só após 200 anos da chegada do homem branco no Brasil é que se inicia a formação territorial do Piauí com a fixação do homem nas fazendas de gado na região.

No final do século XVII com a implantação da freguesia de N. Senhora da Vitória dividindo a então freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Cabrobó pela administração eclesiástica, dar inicio o povoamento da região.

Segundo SANTANA (1995, p. 18) o povoamento do Piauí inicia-se com atraso e prossegue vagarosamente. Não obedece a quaisquer diretrizes, nem controle. Faz-se, assim, por obra do tempo.

Essa lentidão na formação territorial do Piauí é explicada devido a sua forma de ocupação, que se deu do interior para o litoral, diferente de muitos outros estados brasileiros. O motivo dessa forma foi a presença das fazendas de gado, que crescia consideravelmente com o declínio do comercio açucareiro da Bahia e de Pernambuco, que apesar das distancias uma das outras se localizava no interior do estado próximas dos rios.

Através do processo de construção de vilas e cidades a partir de século XVIII, surge o então processo de urbanização onde as cidades passam a ser o lugar de inicio de um mundo industrializado.

Para BOISER (1972) até agora o espaço foi utilizado em quase toda parte como veiculo do capital e instrumento da desigualdade social.

Nos dias atuais o Piauí detém de uma divisão política administrativa no total de 224 municípios, onde a cidade tem grande importância na vida da sociedade na qual comanda toda a organização espacial do Piauí.

As principais cidades do Piauí são: Teresina (sua capital), Parnaíba, Picos, Campo Maior, São Raimundo Nonato, Piripiri, Oeiras, Barras, Floriano e União.


Contribuição - Thaís Lopes

Fto- istoépi

8 comentários: