10 de agosto de 2009

A EVOLUÇÃO DA ESTUPIDEZ DAS NAÇÕES.

Impressionante. As pessoas gostam de pensar que sou um tipo de ecochato, de ecodoença para suas saúdes. Mas quando vou para o trabalho dizem: MK você é um carniça, um opinioso.

O que vocês vejam como desastre, para mim é preparar o terreno para a próxima geração.
Tem que ser criado comidas novas para os novos e velhos bichos.
Os bichos grandes comem os pequenos e no topo da cadeia alimentar está o homem.

Se acostumava lhe ser muito grato.

Tudo funcionava muito bem até que uma geração de egoístas nasceu. Os pirralhos mimados do pós-guerra acharam que podiam passar a vida toda fazendo o que bem entendesse.

Por exemplo: quando o homem costumava ir para a guerra, pois é toda esta agressão machista tem o propósito de fortalecer o rebanho. Aí eles falaram 'eu não gosta dessa guerra, acho que vou ficar em casa'.
E quando foi a hora de as mulheres pararem de enrolarem e começarem a ter filhos disseram 'nós vamos lutar uma carreira profissional primeiro, os filhos podem esperar'.

Todos cresceram obcecados pelo dinheiro e em acumular patrimônios inultios, nem se portaram se estavam esgotando os recursos naturais, poluído as águas e abrindo buracos na camada do céu.

Mas agora peguei todos, é, peguei. Agora estou ficando mais velho e passo a escrever mais para o ver se o tempo passa devagar. Sei que não vão gostar disso, pois estarei sempre machucando a ferida coberta pelo sistema perverso que nos rodeia.

Não querem babadas, não querem culotes, tiram um pedaço da bunda e colocam na cara. Não, não é, não é natural.

Aí vão falar, não, não queremos ficar velhos, e sim, queremos ficar jovens, sempre jovens, sempre, sempre.

E sabe o que vou falar agora, querem mesmo saber?

Esta estupidez humana de todas as nações se FERRARAM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário