4 de novembro de 2009

BLÁ, BLÁ do BLÁ, BLÁ

O homem era vitimado pela natureza no início dos tempos. Com a evolução das necessidades este mesmo ser ultrapassou todos os seus limites a procurar até mesmo pelo que não necessita.

Retirou e continua a retirar da natureza seu sustento ambicioso de viver com além do que precisa.

De uns tempos para cá iniciou uma "preocupação" com o meio natural através de discursos que não passam de BLÁ BLÁ BLÁ.

É tanto blá blá que cansa meus ouvidos.
Este eco invadiu todos os aspectos sociais.

O que falar das mulheres, da política, do lazer, do econômico? Então passaram a falar blá blá blá.

Abra os olhos meu povo e minha justiça.

2010 vem aí e os blá blá blás de promessas vem junto. "Este partido e este partidário é muito blá blá blá". As tramas por baixo do tapete começa agora com os blá blá blá.
Discursos românticos recheados de má fé e blá blá blá vão surgir para nos enganar.
Coloquei esta pequena fraquementação de rocha (pedra) aqui então podem voltar em mim, pois colocarei na mente de vocês daqui a 4 anos mais blá blá blá.

"Não jogue lixo aqui, ali, acular" pois o blá blá blá de punições efetivas vai escorregar pela casca da banana.
"Vamos plantar várias árvores por todos os lados e depois faremos propaganda barata por meio do blá blá blá". No entanto o mais correto seria plantar apenas uma e cuidar dela.

Nosso povo não consciência de que jogar um plastico no lixeiro é mais importante do que acreditar em blá blá blá.

Enquanto não acontecer uma catastrofe terrível, esta autopromoção das palavras belas e enfeitadas para com o povo, não mudará em nada.

"Aquela mulher é feia devido não está vestida com uma roupa de marca e da minha loja", marketing de blá blá blá.

Os maias aponta o fim do mundo para 2012 sendo mais um dos blá blá blá do apocalipse da destruição da terra.

"Ruas limpas e claras, trânsito calmo e sereno". Já ouvi este blá blá blá. Somente quando outro morrer voltaremos a falar nesse blá blá blá.
"Eu sou bom, eu sou o cara" blá blá blá de políticos de merda.

E eu aqui estou no meu mundo falando para todos sendo mais um no meio de tantas conversas que não levam a lugar nenhum pelo motivo de que apenas BLÁ BLÁ BLÁ sem ações concretas, políticas governamentais de vergonha, aplicações efetivas de leis e punições para os que sobrevivem de blá blá blá não tem resultados necessários para o bem está de uma sociedade que, infelizmente, está acostumada em viver e não reivindicar estes blá blá blá.

Falou bem de mim, temos um blá blá blá
Falou mal de mim, o blá blá blá já muda. Pouca vergonha em não sustentar apenas um BLÁ BLÁ BLÁ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário