30 de novembro de 2009

FICO AQUI A ME INDAGAR

Muitas coisas me intrigam, tiram-me do sério.
O que desconheço não me atreo falar, muito menos discutir.

No entanto sempre me indago, questiono no meu interior.
Por séculos foi ensinado que querer é poder. "Nem sempre". Porém quando eu quero voo pela imaginação para encontrar um sentido, uma resposta.

A ciência evolui, nós mudamos, a sociedade transforma, no nosso caso, para pior, mas ainda querer é poder. Isso é bom ou ruim?

Até hoje espero por uma viagem á praia para comemorar a vitória do grupo que representei na tão famosa GINCANA CULTURAL DO LEONARDO DAS DORES, turno noite, apesar que se aceitarem me levar com a turma da tarde posso ir.

O turno da manhã, em minha CIA, é claro, já foi.

O problema aqui é que o turno da manhã foi no ônibus da coordenação de educação do Estado que tem como chefe o professor VALDEMIR MIRANDA e quando chegou o dia da viagem do turno da tarde, o ônibus não estava disponível.

Qual o problema aqui? Quase nenhum se levarmos em conta que no dia, o referido micro-ônibus estava ocupado, quebrado ou viajando para fora da cidade até porque o mesmo é cedido pela coordenação de educação e tem outras ocupações.

Bem, e quando chegou o dia da viajem do turno da noite o que aconteceu para a viagem não ter saído?

Estas coisas me intrigam.

Talvez agora vocês leitores estejam se perguntando o que este meu relato tem a ver com as primeiras linhas dessa post.

Respondo agora:

Outro fato curioso e nebuloso aconteceu durante e após a FEIRA CULTURAL realizada nos dias 26 e 27/11 na Unidade Escolar Leonardo das Dores.
Como é de costume, após a Feira se faz uma atividade dançante para comemorar tal sucesso junto aos trabalhos de todos os alunos.

Esta festa dançante poderia ser feita ao lado da Escola, mais preciso no Ginásio Poliesportivo Didimo de Castro ou mesmo no Espaço Cultural VALDEMIR MIRANDA.
Outra alternativa poderia ser no clube gerenciado pelo chefe da Coordenação de Educação do Estado em nossa cidade.

Contrariando todos e tudo, até mesmo os valores financeiros da turma da organização (Grêmio Estudantil), que diga de passagem são zeros, a festa dançante (tenda) foi feita em outro clube da cidade com cobrança de valores que ultrapassa o bom senso daqueles que deveria ter comprometimento de uma educação democrática e não censurada.

Onde tem poder, terá corrupção.
Portanto aqui ficam minhas indagações não somente a classe docente, mas a todos que acreditam em uma vida melhor, cheia de claras idéias, consciência limpa e racionalidade nas decisões.

Poder pode trazer insegurança para um bom e limpo futuro.
A ética deve prevalecer para não haver injustiças, desigualdades muito menos quebra de laços amigáveis.

Agora vou dormir sem esquecer-me de indagar mais uma vez sobre atos que me rodeiam todos os dias.

Fto - cristaonaweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário