2 de dezembro de 2009

AS NUVENS ESCURAS SE APROXIMAM.

Nesse período do ano, confundido muitas vezes sendo o início do INVERNO, surge no horizonte as nuvens escuras, nebulosas.
Religiosamente, cientificamente e geograficamente trazem água, esperança para os bons homens.
Limpa a alma, e nós da vitória de baixo costumado em comer poeira na estiagem e beber muita água no período chuvoso, damos louvores de mais um ano de luta, de aprendizado.

No entanto, junto com este início de VERÃO chuvoso, vem a preocupação de atos vergonhosos do passado.
Os mesmo que fizeram este momento está do jeito que se apresentam.
Distúrbios ambientais, se é que posso dizer assim, são cada vez mais frequentes, mudando nossas atitudes.

Muitas das vezes, vejo não só nuvens escuras no céu, mas também cabeças ocas, tolos que neste mês de dezembro se aproxima da cume da ignorância.

Continuo sim a ver além do que meus olhos podem enxergar.
Vejam sensatez na mente dos poucos homens do campo fazendo do urbano espaço de glória.

Temos, por natureza humana, o hábito de reclamar, de criticar, de ver defeitos em tudo.
Se não chover, Deus está sendo ruim.
Se chover de mais, Deus continua sendo ruim.
Se chover todos os dias, manhã, tarde e noite, Deus é ruim.
Se passar seis meses sem chover, ruim Deus é.

Então, esperantinenses ou não, olhastes para o céu de outra forma.
Costumam mudar de opinião da noite para o dia como o tempo de uma hora para outra.
Claro, só muda de opinião dos fracos de pensamento enquanto o tempo muda pelas forças da natureza e ultimamente pela idiotice do homem.

A chuva vem para todos, bem diferente da sabedoria.
Abram os olhos bando cegos e não deixem esta escuridão continuar.

Fto-overmundo

Resto do Post

Nenhum comentário:

Postar um comentário