11 de janeiro de 2010

UM BOM DIA PARA LER UM LIVRO.

Hoje se inicia outra corriqueira novela global.
Dramas, perseguições, invejas, mentiras, etc, etc, etc, etc, etc. Toda essa demonstração da vida cotidiana será demonstrada na TV por mais uns seis meses.
Muitos deixarão de fazer o adequado para tirar um tempinho para assistir esta dramaturgia de TV brasileira. E eu não fico de fora. Pode um negocio desse?

No mundo lá fora vão está toda a complexidade da contemporaneidade do trabalho, do estudo, do cultural e do social.

Muitas gentes estarão se endividando, pois a mídia está aí para enganar as mentes fracas do capitalismo moderno.
No entanto muitas outras estarão hipnotizadas pelo mundo de verdades feitas dentro de mentiras universais, ao ponto de não terem a capacidade de fugir do dia-a-dia das 18, 19 e das 20hs, apesar  de que sempre vai ao ar as 21 h da noite quando param de viver para assistir a vida que não consegue viver.

Nossos alunos estarão em sala de aula com o pensamento de chegar em casa o mais rápido possível para não perder a novelinha. Nossos pais estão trabalhando, mas com a mente nos acontecimentos que passam na telinha.

Tenho que concordar, por mais que eu não queira assistir, cá estou acompanhando de vez em quando. E pelo visto não sou apenas o único que acompanha algumas novelas.

Já que estou falando em novelas, vocês lembram que matou LINEU? E a Bia Falcão, alguém se lembra?
Porém esse fenômeno do mundo emergente sempre demonstra alguns termos polêmicos, entre eles posso citar o preconceito racial, o homossexualismo, necessidades especiais, etc, etc.

Não deixando de ser verdade também, nesse tempo de frieza, o bom seria trocar a telinha pelo um bom livro, uma boa leitura.
Que tal fazer uma leitura dos maus hábitos que temos em deixar de ler para assistir os péssimos efeitos do cotidiano?

Com este frio que ser faz em nossa cidade, hoje é um bom dia para ler um livro. E eu já li um pouquinho do meu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário