18 de maio de 2010

Na contramão do Desenvolvimento.

Alto Longá acaba de inaugurar um Museu.
O que temos, esperantinenses, com isso?

Nada! Como também não temos nada de Museu. Cidade histórica e nem um espaço sequer para guardar nossa vanguarda.

O que tem a dizer seu Chico Museu? Também acho que não tem nada a dizer e sim fazer: Chorar por desgosto de uma terra sem representantes.

Várias são as teorias para uma boa Administração, seja ela pública ou privada.
Esperantina acaba de ganhar uns novos DESEMPREGADOS.

A loja Grafitte Móveis fecha suas portas aqui na terra da Boa Esperança. Com alguma oportunidade de mais competitividade no mercado e empregabilidade, sinônimo de renda para algumas famílias, a loja bate suas portas voa de nossos ares.

Na época em que a Prefeitura demonstra trabalho através do projeto de Empreendedorismo para com alguns agentes empregativos (micro-empresas), Esperantina perde mais um estabelecimento contribuindo assim para a continuação da estagnação no desenvolvimento urbano.

Pouca vergonha para uma terra que tem dois Deputados (Estadual e Federal), um Conselheiro e um ex-braço direito do ex-governador. Portanto pessoas com influências suficientes para trazerem políticas públicas à altura de nossa querida Esperantina.

Os deputados só sabem falar que destinaram, estão destinando e que irão destinar verbas e mais verbas.
Não queremos verbas. Queremos ações concretas e visíveis que tragam melhorias para o nosso povo.
As verbas que tanto falam parecem que estão sendo desviadas pelas péssimas estradas que lhes traz.

Anos e mais anos se passam.
Conterrâneos vão e voltam e nada de mudar. Está até parecendo com Batalha.

Em Esperantina só mudam as conversas, a mentira sempre é a mesma. "Vou fazer isso, vou fazer aquilo.
Crescimento e desenvolvimento que é bom andam na contramão da prosperidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário