13 de maio de 2010

O Brasil ainda continua com sua ESCRAVIDÃO

Existem sim uma força natural das coisas que fazem as pessoas continuarem presas em tais condições subordinadas.

Veio Taylor e suas teorias administrativas para fazer com que seus operários continuassem presos ao acaso.

Num Brasil onde a educação passa é longe de uma verdade absoluta quanto à libertação de um povo através do letramento, fica muito difícil acreditar que a Princesa libertou os negros dessa forma de sobreviver.

Existem muitos escravizados Brasil a fora.
Tem nas favelas. Nos grandes centros urbanos moldados por uma burguesa política.

O medo faz com que estas mentes continuem presas, escravizadas pelas elites capitalistas.
Muitos desses capitalistas não têm orientação acadêmica suficiente, mas tem o tal do poder, do capital que faz corromper toda uma sociedade.

Ou medo desgraçado de passar fome, de perder seu emprego, de se divertir, ter um bom lugar para passear. Medo até mesmo de votar em quem deve.

A escravidão começa e termina pela mente. As mentes brasileiras estão fracas.
Acordem para seus direitos e der menos atenção para as obrigações.

Um filtro, um chapa dentária, um colchão, 10, 20, 50, 100 reais não lhe dará a liberdade de viver dignamente.
Esperantina está cheio desses escravos que aceitam mentiras como oxigênio para sobreviver em uma escuridão perversa.
Falar a verdade sem medo de ser feliz não tenho.

O controle não é tão fácil para ser entendido apenas com belas palavras. Digo sobre o controle sobre os homens.
O buraco aqui é mais embaixo e isso entendo. Como também entendo que através de uma boa educação nosso povo poderá se livrar dessa ESCRAVIDÃO que persiste em nos rodear.

Libertem desse mal.

No dia 13 de Maio deveria se comemorar a Abolição da Escravidão no Brasil, no entanto devemos nos conter com mais uns 100 anos para isso vim a acontecer de fato.

Fto-cafecomsociologia

Nenhum comentário:

Postar um comentário