11 de julho de 2010

O Corredor da Pouca Vergonha

Do último dia 06 até as vésperas das Eleições desse ano as cidades se tornarão o palco das poucas vergonhas.
Umas verdadeiras passarelas da falsidade.
O homem caboclo terá nas mãos o poder de escolher quem será o próximo presidente, os governadores, senadores e deputados do Brasil.

Recentemente Lula disse: 
“É importante lembrar que a maioria dos políticos só gosta de pobre em época de eleição. Em época de eleição, pobre vira mais chique do que banqueiro. Em época de eleição, ninguém fala mal de pobre. Depois das eleições, eles nunca mais querem falar com pobre a não ser na próxima eleição”.
 
Ontem comprovei, em lócus, o passeio do atual Governador do Piauí no corredor da folia em pleno Pirifolia. Parecia um bloco da sujeira: Na frente o Trio Energético Wilsão e atrás os puxa-sacos foliões das verbas públicas.
Poder é outra coisa. Antes quem era mesmo este Wilson? Era apenas o vice. Ninguém dava atenção. Agora os flashes estão voltados todos para ele. É um verdadeiro barulho. É mesmo um trio, querendo chamar a atenção dos sofredores que vivem na pipoca de um carnaval fora de época. 
 
Os menos favorecidos economicamente só vejam em determinadas épocas do ano. Este carnaval fora de época chama-se de politicagem obrigatória. Os trios(candidatos) saem de suas garagens blindadas contra o suor do trabalhar de roça para desfilar nas avenidas piauienses tocando o ritmo surjo da corrupção mental perante a arma do pobre - o voto.

Quando estes trios, em especial o Wilsão e J-V-C quererem tocar por aqui deveríamos furar os seus pneus de um ego orgulhoso.

Só quero ouvir o S. Mendes somente para ver os homens do morro descerem do poder e voltar a caminhar como caminharam em suas infâncias.
A melhor música hoje para o Piauí é a planejada e tecnicista do S. Mendes. Este trio não está vindo de Salvador-BA, mas de Teresina-PI. 
 
Bota a música pra tocar, pois quero ver muita gente dançar com o intuito da pouca vergonha parar.

Fto-ivoviuauva

Nenhum comentário:

Postar um comentário