16 de agosto de 2010

Solteiro filosofando!

Aviso aos desavisados!

Até que fim não comemorei ontem o  dia do SOLTEIRO (15/08).
Gostaria de homenagear, de forma muita justa, a todos os colegas dos barzinhos de fim de semana, churrasco à luz da lua abraçados com a solidão e demais aspectos estressantes. Aqui dou destaque especial ao Francinato Lima.

Sem contar com os riscos cardíacos, pois o coração do solteiro está sempre aberto a novas aventuras, parabenizo o FILÓSOFO (16/08) solteiro ou casado, estudante ou aluno, homem ou mulher, Rômulo e Francinato.
Lendo alguns artigos afins sobre estes temas pude detectar que a vida de solteiro é uma praga para a moda: destroem suas cuecas e camisas nas lavanderias, sem falar das fatias de pizzas saboreadas no café da manhã.

Arrastando ilhas, trilhas, córregos, brejos, lagos e outros acidentes geográficos de imensa solidão, desejo que a liberdade desse estado civil seja comemorado com muita lucidez, humor e sensibilidade para este planeta continuar belo.
Continue filósofos, mas nem tanto solteiros. Continue feliz, pois esta é nossa obrigação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário