4 de dezembro de 2010

Cubra-me

Não conheço muito sobre câncer de mama. Sei que é mais uma doença contemporânea que assola nossa sociedade e que até pouco tempo atrás não se ouvia falar neste mal que nos rodeia.

Venha, cubra-me, abrace-me já diz a canção.

Assessores do homem chefe da casa do povo esperantinense cubram-o com uma devida vestimenta para horas oficiais e não deixe que este mal - falta de postura - se assemelhe ao câncer que nos mata aos poucos.

A co-postura passou foi longe de um remédio para curar o mal que corrói nossos políticos.

Todos bem vestidos com a camiseta do dia de combate ao câncer de mama e lá está ele parecendo um penetra.

Um comentário:

  1. verdade esse janio nao sai de debaixo da saia do prefeito, doido é quem confia nele... nao podemos viver confiando nele, foi ele quem votou contra o ze ivaldo...

    ResponderExcluir