30 de junho de 2011

Sobra do FUNDEB criou asas e desapareceu?

É de conhecimento de todos os professores que existe uma verba - sobra - de dinheiro referente ao ano de 2010 por conta de um erro de cálculo do MEC.
Esta sobra varia de acordo com os municípios.
Em São João do Arraial temos informação de que ultrapassa os R$ 100,000,00.
Em Batalha, onde me interessa de fato, o valor ultrapassa os R$ 450,000,00.
Já em nossa cidade o valor vai para mais de R$ 550,000,00.

Este dinheiro não é do gestor municipal, certo? Certo.
Prefeito de Capitão de Campo está sendo investigado por sacar esta sobra na boca do caixa.

Atentai colegas da Região dos Cocais.
A confusão está grande. 
Mas tudo isso é por conta do bom senso de cada gestor.
Vejamos:
A distribuição da sobra para os professores, de acordo com alguns especialistas, não é obrigatória, pois não têm lei nenhuma que defende tal ato, no entanto o gestor de Joaquim Pires, de acordo com informações não oficiais, irá distribuir o mais rápido possível este dinheiro.
Quem vai ganhar nesta história? O próprio gestor. Ele irá agir de boa fé e em contra partida terá aceitação de toda a classe sem falar dos elogios e aplausos por toda a sociedade da cidade.

Enquanto aqui o Vereador Regys Carvalho usou a tribuna da Câmara de Vereadores e falou que o dinheiro foi depositado nas contas da Prefeitura no dia 29 de Abril do corrente ano.
Dizem as más línguas que nosso gestor irá fazer a distribuição caso o dinheiro esteja em conta.
Tá ou não tá?
Secretária Vilma Amorim o que você tem para falar sobre isso?
E que o "Sherlock Holmes" ou mesmo "Batman" da Prefeitura sabe sobre tal enrolação?

Só esperamos que este dinheiro, que é dos professores, não desapareça dos fundos da prefeitura e venha a surgir nas mesas de bar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário