8 de agosto de 2011

Por que Sofremos?

A vida não é uma linha retilínea nem tão pouco um mar de rosas. Já ouviram esta expressão? Pois eu já?
Quando indagados sobre esta simples pergunta meus queridos alunos de antemão pensaram no sofrimento amoroso, familiar.
Quanto a você que nos ler agora pergunto: Por que SOFREMOS?
Sinceramente não quero resposta formalizada muito menos respondida através do Google no tão famoso "Ctrl C" "Ctrl V".
Quero uma resposta sincera e não antagônica a seus preceitos. Gostaria de me deparar com seus sentimentos, pois os meus, muitas das vezes, não entendo.
Sofremos porque queremos ou não?
Temos mesmo que sofrer para provar que somos irmãos de Jesus que "sofreu" por nós?
Nosso destino deve ser feito de sofrimento para descobrimos a felicidade?

Todas estas colocações não distanciam nossos laços humanos.
"Ah quero morrer" "não aguento mais tanto sofrimento" "ou vida tirana", todas estas citações ouvimos e presenciamos quase todos os dias em forma de lamentações por viver assim, assim sem felicidades, sonhos realizados, sorrisos e realizações. Como citado acima a vida não é feita apenas de bons momentos. A vida é assim mesmo. Sendo assim a vida não deixa de ser boa. Ela nos ensina todos os dias. Infelizmente não aprendemos, quase todas às vezes, o que precisamos para deixar de sofrer.
Tenho um pensamento que me rodeia deste a infância: "tire proveito até mesmo dos momentos ruins". E agora entendo o por que tive que aprender ouvindo isso.
A vida é bela no fundo do poço. Isso depende de cada um para aprender e até mesmo sorrir quando estivermos neste local de provações e desenvolvimento humano.
No contexto atual poderíamos afirmar que o sofrimento advém de todos os lados: políticos, econômicos, sociais, ambientais, no entanto talvez não sejamos capazes de sofrer dando uma olhada para o próprio umbigo.
O sofrimento está dentro ou fora de nós? Eis a questão. Estou esperando suas respostas para citar a minha que provavelmente não diferenciar muito da sua.
Não me entendam mal, pois no momento luto para não sofrer!

Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário