25 de setembro de 2011

Time quase "profissional", treinador Amador.

A mídia futebolística é poderosa e influente. É capaz de derrubar qualquer jogador/treinador como é também capaz de ressuscitar-los.
E o que fazer para driblar essa enjoada e necessária mídia?
Escapa dela jamais irá acontecer, no entanto diminuir o foco das críticas dela é trabalhar.
Trabalhar com humildade coisa que o treinador do Francol/Novo MS/Cajuína vem demonstrando que não tem. Este é apenas um dos motivos que o time que têm como padrinho um certo Deputado Federal da nossa cidade ainda não caiu na graça e simpatia da torcida esperantinense.
Todos os jogos a maioria da torcida vive vaiar tanto o time em campo/quadra como seu treinador.
Além de trabalhar com humildade têm que mostrar serviço, resultados positivos dentro e FORA do campo/quadra.
Portanto para calar a torcida/mídia não é preciso fazer gestos obscenos, palhaçada muito menos coração com as mãos em forma de ironia e sim ganhar, vencer com a mesma humildade de quando perde.
Esta atitude correta de um "profissional".
O treinador Reginaldo é igual ao Fernando da Compra Certa: dentro do campo/quadra não serve, mas fora deles é gente boa.

4 comentários:

  1. Toda vez quando perdemos todo mundo tira onda da nossa cara mostra gestos obscenos tb, queria só dizer que pq vc não coloca matérias sobre eles tb?

    ResponderExcluir
  2. queria saber por que a maioria da torcida todos os jogos vaia nossa equipe deve ser algum problema pessoal por que todas as competições quem mostra um bom futsal sempre grande jogos é o novo ms vc sabe disso?

    ResponderExcluir
  3. Profissional se troca com Profissional e Amador se troca com Amador, mãmae já dizia isso.

    ResponderExcluir
  4. Nao é menosprezando ninquem mas pq nao falam do idependente do lokomotive, so da equipe do novo MS quem ganha titulos as vezes incomoda muita gente. e quarta tem mais titulo a vista.

    ResponderExcluir