14 de novembro de 2012

A arrogância é necessária?

As nossas limitações nascem do nosso medo. Paulo Coelho falou: "Como podemos ser tão arrogantes?" Podemos ser tudo até mesmo o que não queremos. E isso é o mais fácil. Sermos o que não queremos e precisamos.
O nosso querer, o nosso desejo é o mesmo dos nossos colegas, jamais o nosso.
Não paramos para ouvir quem nos quer bem, não estamos mais dando valor a quem nos pode ajudar.
A arrogância está aí. Não queremos aprender o que é certo muito menos com quem devemos.
"O que você quer não é o que você está precisando".
A superficialidade do todo está em ruínas para não dizer em pedaços, estraçalhado. Apesar de vivermos na era da informação, que é o caminho do conhecimento e aprendizado, estas informações não são mais concretas a nossa realidade e isso não é justificado pela globalização. Devemos voltar a aprender com humildade, respeitando a experiência de quem já viveu, sentiu na pele e que está próximo de nós querendo dividir o que é bom para o nosso bem.
Não somos melhor do que ninguém. Quando pensamos diferente tornamos vulneráveis, mais fracos do que já somos e por cima ainda passamos por negligentes, arrogantes.
Somos arrogantes até mesmo na hora de comer, na hora de fazermos amor (sexo), somos arrogantes no trabalho, na família, na política, na igreja. Somos arrogantes para demonstrar que temos opinião própria e que não somos fracos ou mesmo inferiores a ninguém.
É tão banal a questão da arrogância que já tem mortais que acham que é necessária, é correta, essencial. Não devemos fugir pelo ralo principal por baixo achando que está por cima.
Todos os dias "temos" oportunidades de nos auto-avaliarmos. Dizer para si mesmo que não podemos muito menos devemos viver como a sociedade quer e deseja.
O grande público já foi atingido por esse mal da individualidade e solidão humana. Mesmo assim ainda pergunto se este câncer é mesmo necessário?
Jamais seremos frágeis por demonstrar respeito, simplicidade, humildade, solidariedade ao próximo. Não deixemos sair de moda o que é bom.
Que Deus não lhe der saúde antes da sabedoria para consegui-la.

Nenhum comentário:

Postar um comentário