2 de novembro de 2012

Dever de Casa

Enquanto poucos alunos se preocupam em fazer o dever de casa (responder os exercícios, ler os conteúdos, etc) que os mestres lhe passam, muitos treinam como levantar a roda dianteira da moto, como pedir a mão da namorada em casamento antes dos 15 anos ao tempo que fazem planos de como irão viver longe da família quando forem trabalhar no sul/sudeste e centro oeste do país tanto na construção civil como na agricultura do algodão quando completarem o ano da liberdade (18).
Alguns alunos da zona rural de Batalha-PI estão fazendo da porta da escola uma verdadeira pista de motocross se exibindo para as "minas" como se fosse a recompensa da aprovação de fim de ano em mais uma "lição" aprendida para a "fácil" tarefa de se viver neste mundo de aprendizagem falsas.
"Eu finjo que ensino e vocês fingem que aprendem". Esta frase já ouvir tantas vezes a ponto de descobrir que minha mamãe tinha razão quando me desceu o "cinturão" em um belo dia quando cheguei da escola (antiga 2ª série) todo alegre e anunciei que tinha acabado de aprender as horas em relógios de ponteiros. Minha mamãe falou que invés de aprender a ler tinha acabado de aprender as horas, então aquilo era razão para mais uma "taca".
Coitados da maioria dos alunos de hoje caso chegasse em casa afirmando que tinha aprendido uma lição que diminui a vida como "empinar a moto".

Quero continuar com esta terceira imagem na memória como forma de aprendizado do dever de casa e não as duas primeiras fotos.
Que cores querem suas coroas em seus velórios: azuis, amarelas, brancas ou lilás?

Nenhum comentário:

Postar um comentário