6 de novembro de 2012

Rua Fantasma? Só em Esperantina.

Foto 01 - Rua Fantasma
Quem tem lá seus 25 anos ou mais devem muito bem se lembrar da Rua (Beco) do PRAZER em nossa cidade. Um pequeno beco no centro da cidade era o lugar ideal para os jovens que procuravam gozar a vida sempre gozando da calmaria de uma cidade até então pacata em suas noites de calor humano.
Nesta época ainda não tinha Motel na cidade para os jovens que procuravam prazer carnal. Apenas cabaré. Era de costume os jovens procurarem as margens do rio Longá ou ir para a Rua do Prazer. Tinha momentos da noite que se encontravam de 3 a 5 casais dividindo cada pedaço da Rua para aliviar o espírito do amor.
O tempo foi passando e o perigo de se fazer "amor" em plena rua escura do centro da cidade foi aumentando. Os motéis chegaram. A safadeza, mesmo com toda liberdade de expressão, foi sendo um pouco escondida ou mesmo obscura.
Hoje sem a famosa Rua do Prazer, apesar de que ela continua no mesmo lugar, no entanto sem seus visitantes de todas as noites, Esperantina ganha uma mais uma RUA de destaque: RUA FANTASMA.

"Moro, onde não mora ninguém, onde não passa ninguém, onde não vive ninguém, lá é onde vivo sem guerra e é lá que me sinto bem" (autor, até o momento, desconhecido).

A referida rua (Fotos 1 e 2) é mais famosa arquitetura urbanística da cidade nos dias atuais. Algo jamais visto na Terra do Pau Brasil. A rua dará mais mobilidade aos interesses econômicos do que acessibilidade de ir e vir da sociedade em geral. Mais quem se importa com isso?
Ir e vir são meus direitos, e você com isso?
A área onde está sendo construída a pavimentação em paralelepípedo é longe de ser uma área comercial muito menos residencial. Sendo assim fica claro que tal empreendimento da Prefeitura Municipal é beneficiamento para poucos e estes poucos talvez façam parte da municipalidade, pois não tem explicação cabível uma obra dessa não ser feita em ruas onde há muito tempo necessita, onde muitos moradores reivindicam melhorias no saneamento básico e aqui podemos citar áreas dos bairros Rural, Fazendinha e tantos outros.
O interesse de se fazer uma construção desse naipe é sem sombra de dúvida voltada para quem pretende um dia, não muito distante, erguer seus prédios nos terrenos baldios de agora.

"Moro, onde não mora ninguém"

Que venham outras obras assim para não ficarmos sem rua de destaque  muito menos sem prazer de morar nesta cidade de tanta gozação. Aos vereadores que sabem apenas sugerir nomes para ruas sem condinome fica a sugestão: RUA FANTASMA.

Sou o eu penso, para vocês, sou o que eu transmito.

3 comentários:

  1. Pesquisando ainda encontrarás outras ruas com nomes que tbm merecem uma boa matéria. Fica a sugestão.

    ResponderExcluir
  2. Pesquisando ainda encontrarás outras ruas com nomes que tbm merecem uma boa matéria. Fica a sugestão.

    ResponderExcluir
  3. Pesquisando tbm encontrarás ruas com outros nomes que tbm dariam uma boa matéria.

    ResponderExcluir