30 de julho de 2013

Papa Francisco fala e Igreja de Esperantina não escuta.

" A Igreja deve sempre se transformar". "Devemos nos desapegar das riquezas materiais" (Papa Francisco no Brasil).

Com estas duas sábias frases fica fácil em continuar a não entendermos o porquê do principal pároco de Esperantina continuar na ativa mesmo depois de alguns comportamentos longe da vida sacerdotal.
Dizem as más línguas que para a cidade de Parnaíba o que importa é o trabalho material feito a cada fim de mês. Os exemplos no altar ficam em segundo plano.
Dessa forma o Papa fala e certas ovelhas fecham os ouvidos para não dar a devida atenção no que diz respeito aos mandamentos da Igreja Católica.

A Revista Veja de duas semanas atrás mostrou que a quantidade de evangélicos no Brasil tem aumentado devido principalmente a Igreja Católica não têm sido mais tão bem representada por muitos padres.
O foco agora é outro e a Igreja cai no mundo das ilusões linguísticas.

Que a Igreja Católica de Esperantina vai mudar, não sei. Se ela vai deixar de lado as riquezas materiais, também não sei. Se a cada dia o número de católicos procuram outras igrejas em nossa cidade, todo mundo sabe e o porquê disso.

Que franciscano Papa possa iluminar, mesmo estando tão longe, nossa Igreja aqui mal representada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário