9 de julho de 2013

Política eleitoreira em Esperantina - I

Nossa salvação?
'Todos acreditam no futuro da nação' (candango da veia).

Em nosso Nordeste tudo está em santa paz, cada homem em seu lugar. Que país é este mesmo? (o mesmo candango).

Hoje a grande obra que vou destacar para mais uma vitória nas eleições do ano que vem é:
 
"A implantação do Sesc/ Senac em nossa terra natal (Esperantina)". 

Já viram esta notícia acima ser publicada em nome do grande poderoso chefe da ALEPI? Pois bem, é assim mesmo. Em outras postagens irei mostrar outra grande benfeitoria desse grande homem em prol de nossa cidade.

Por enquanto digo que a política tem dessas coisas. Servidor público pago com altos salários e várias regalias os políticos partidários trabalham apenas próximo às eleições para se passar de trabalhador e consequentemente conseguir se elegerem. Não vamos generalizar, mas 98,0 % são assim. Se considerarmos os de Esperantina a porcentagem aumenta para 99,0%. Vergonhoso não acham? Eu também.
Durante mais de 2 anos e meio o chefão vive de gabinete em gabinete, de capital em capital. Visita sua terra natal apenas em alguns fins de mês para dar o ar da graça, descansa um pouco em sua mansão, dar uma entrevista na 'rádia' "comunitária" lá do morro e volta para sua 'terra' Teresina.

Mas agora não. Agora é hora de andar entre a classe pobre, tomar um cafezinho com os 'amigos conterrâneos', passear no ginásio e ir fazer uma vistoria no mercado municipal. Agora é hora de angariar votos. Nisso não vejo nenhuma emoção. Vejo muito é o papelão descarado. Vejo também o quanto é patético esta atitude.
Para certos homens daqui isso cola, isso dar certo, pois não querem mais do que esmolas políticas. Quanto para o cabeça branca esta estratégica vem dando certo. Há mais de 20 anos isso vem dando certo. Na última eleição deu tão certo que se reelegeu e elegeu o irmão. Vocês devem lembrar que há 04 anos atrás a Delegacia do Idoso estava no ápice de seu funcionamento. Estava presente em quase todos os municípios piauienses. Os idosos acabara de conhecer um herói. 
Lembram também que a mídia foi entupida de elogios para com os dois? Pois é, vivemos nisso.

Aqui fico a idealizar um novo futuro para os menos esclarecidos.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito"

Fto: diariodolonga.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário