20 de setembro de 2013

Começou a Faxina

A Prefeitura Municipal de Esperantina, no mês de Agosto último, muito preocupada com a boa imagem de suas funcionalidades começou uma faxina interna. 
Luvas, botas e vassouras saíram do armário. A limpeza é necessária e faz bem a saúde tanto de quem limpa como de quem a usufrui posteriormente. 
A sujeira não pode tomar de conta de órgãos públicos até porque são pessoas que trabalham nestes ambientes e os mesmos precisam de condições higiênicas para desenvolver seus trabalhos com segurança e qualidade.

Os ratos não podem ter a liberdade e nem meios para se deslocarem nestes ambientes. Não deve ter chances as moscas, as baratas e demais insetos na administração pública. 

Não podemos ter dúvida quanto a necessidade de tudo andar limpo como manda o figurino. 
Ambiente limpo é ambiente harmonioso, gostoso, vivo se assim posso descrever. Todos passam a olhar de forma positiva para um lugar assim.
Em tempos de consumismo desenfreado realizado por lixo/humanos e humanos/lixos temos que ter em mente uma coisa: fazer sempre um faxina é uma forma de limpar a imagem de quem precisa, sejam eles físicos ou humanos.
Os tipos de lixo são inúmeros e devemos sempre ter meios de separa-los, ao jogar fora os que não prestam e reciclar os que têm chance. O planeta e a administração pública ficam felizes com tamanha preocupação.
Que a caneta que assina seja a mesma que limpa, de forma administrativa, as mazelas do setor público brasileiro e, porque não dizer também, esperantinense.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito".

Nenhum comentário:

Postar um comentário