19 de setembro de 2013

Festejos e seu trânsito caótico.

Fto - ricardoeletronuncamais
O que vocês acharam do trânsito durante os Festejos de Nossa Senhora da Boa Esperança?

Em nossa singela opinião pouco mudou. Para quem não conhece nossa cidade saibam que Esperantina não conta com uma mobilidade urbana de respeito, uma acessibilidade digna de uma cidade com o porte da nossa.
Por incrível que parece o nosso trânsito ainda não é municipalizado. Mais incrível é saber que temos dois deputados e mesmo assim não contamos com faixa de pedestres, pelos menos com um semáforo, ruas de mão dupla, muito menos com uma Guarda Municipal e consequentemente Guardas de Trânsito.

Voltando a respeito dos Festejos de Esperantina, a história é sempre o mesmo. Praça da Matriz não é isolada para os conterrâneos e visitantes aproveitarem, com tranquilidade, as noites e barracas sempre após as novenas. Este ano até que foi isolada uma rua que dar acesso à Matriz. Parabéns os competentes por grande iniciativa. Quem sabe nos próximos festejos não fechem todas.
Quanto ao local das novenas, o problema continuou. Jovens e velhos motoristas sem respeitar os pedestres. Sair do Arraial do povo (local das novenas) foi um grande sufoco. Deveríamos rezar para não sermos atropelados com tamanha falta de consciência dos motoristas e motociclistas e fiscalização/punição por parte do governo municipal e do DETRAN.

E um vai e vem de desculpas e pouco é feito para resolver o problema. O governo municipal joga a responsabilidade para o governo estadual (CINETRAN), este por sua vez joga a responsabilidade na Polícia Militar.

Só sei quem morre. O povo. Quem perde? A Santa cidade do jumento enterrado de cú para cima.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito".

Nenhum comentário:

Postar um comentário