17 de novembro de 2013

Greve em vão!

Fto: mudancasabruptas
Para que serve mesmo uma Greve?

Não podemos nos esconder. Não podemos nos mostrar em vão.

O dilema continua da mesma forma que os transportes escolares do município de Batalha irão continuar. Continuar em não transportar os nossos futuros. Se transportar para as oficinas, para a porta do banco, da prefeitura.

A greve acabou em Batalha e o que os funcionários da educação ganharam? O que ainda vão ganhar? Houve melhorias no salário, nas condições de trabalho?

Criticar por criticar é fácil. Reivindicar, perante os homens e mulheres do poder, não é. Pensei por um minuto que este histórico momento de Batalha (greve na educação) fosse para reivindicar não apenas o SALÁRIO DO MÊS como aconteceu em um acordo nada animador e minguado para a categoria. Pensei que fosse mais, além do básico. Pensei por um minuto de solidão que eu receberia uma proposta, seguida de uma assinatura encorajada, para embolsar:
* Abono Férias de 2012;
* Reajuste Salarial do mês de Janeiro/2013;
* Abono Férias de 2013.

Ao continuar pensando tive uma sensação de que os vigias e auxiliares receberiam os salários atrasados referente ao mês de Dezembro de 2012. Quanta inocência minha. 

Infelizmente foi apenas pensamento. Fui sim à algumas assembleias da categoria. No entanto foi em vão. Quantas coisas devemos não fazer em vão e uma delas é pronunciar o nome de Deus. No entanto, em Batalha, somente este pode nos ajudar nos próximos 3 anos, um mês e 14 dias que restam para Teresinha Lages e seu tutor acabar de nos enterrar.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário