18 de fevereiro de 2014

No Dia do Ensino Médio a lição é "para casa"

Hoje é dia do Ensino Médio no Brasil. O que devemos comemorar? Muitas coisas entre elas ainda termos alunos em sala de aula, mesmo que sejam poucos. Para o bem da empregabilidade dos quase invisíveis professores ainda temos alunos adentrando no ensino médio em nosso país. 

Foto: civitatis
A taxa de reprovação ainda é uma das maiores do mundo (13%), a evasão é uma preocupante de quem ver na educação um caminho para o desenvolvimento de uma nação, a disparidade idade-série é constante, a não definição de uma carreira por parte dos discentes ainda tormenta e a desigualdade de infraestrutura didática, física e administrativa entre as regiões são visíveis da mesma forma que os resultados na interpretação de textos, nas contas, leitura dos alunos e professores preocupam, ainda mais, todo um sistema educacional rasteiro e medíocre. 

As políticas educacionais hoje para o Ensino Médio se resumem em: QUANTIDADE mesmo que esta quantidade não seja baseada em aspectos concretos ao fim dos três últimos anos da educação básica brasileira.
Estas mesmas políticas educacionais percam quando não se dirigem a interdisciplinaridade entre os ambientes familiares, religiosos, diversão e escola. Não dão oportunidade aos profissionais da educação mostrar todo seu potencial quando os negam a infraestrutura tecnológica, física através de atos burocráticos que deixam mais lentos o processo de ensino-aprendizagem.

Sabemos que o Ensino Médio é uma extensão do Ensino Fundamental, ou seja, caso o Ensino Fundamental não seja bem feito a tendência é fazer um Ensino Médio abaixo da média. 
E onde está o erro ou os erros de um Ensino Médio ser feito abaixo da média? A resposta não é fácil. As condicionantes são inúmeras, algumas delas já até foram citadas aqui como precariedade da estrutura física, péssimos salários aos que vive dessa educação, perseguição aos professores e consequentemente baixo estimulo dos mestres para educar/ensinar os alunos.

Mesmo assim a lição deve ser repassada e a de hoje é para casa: "fazer um resumo sobre as coisas mais importantes que passarão tanto na novela das oito como também nas redes sociais". Agora que estamos aqui (dentro de sala aula) se esqueçam de ouvir aquela 'nova' música que irá entrar em decadência o mais rápido possível, tudo isso quando o professor estiver tentando explicar o conteúdo. 
Foto: humorbabaca

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito"

Nenhum comentário:

Postar um comentário