4 de fevereiro de 2014

O outro lado da moeda da XIV Copa Norte de Futsal

É gol, é golaço. Para quem não conhece pessoalmente as instalações físicas e organizacionais (administrativas) da Sede de Esperantina na XIV Copa Norte de Futsal deve achar tudo perfeito. 

Enganam-se quem achar isso. Já afirmamos que esta competição deve ser profissionalizada a ponto de receber os melhores atletas do país, os melhores jogos. Nossa cidade é a principal sede onde sempre acontecem as finais da competição. Com respeito às outras 6 sedes, aqui acontece, acredito, os mais emocionantes jogos, a maior torcida, mais isso não é o bastante até porque aqui acontece, também, as maiores cagadas. 

Vejamos este lado negativo. Tenho, pessoalmente, assistindo os dois lados da moeda quanto à realização dos jogos no Ginásio Nogueirão. 
Belos jogos, emocionante torcida tudo isso desacompanhada do até então apaixonado e ex-atleta profissional do futsal Lourival Bezerra (gestor municipal de Esperantina). Amanhã completará um mês de competição e até hoje o senhor gestor ainda não compareceu ao Ginásio como anfitrião da competição muito menos como torcedor e apoiador dos dois times já eliminados de Esperantina. Vergonha. 
Enquanto isso presenciamos vários gestores municipais acompanhando seus times dentro da quadra dando todo um aparato econômicos e fora da quadra torcendo pela vitória dos seus comandados. Outra vergonha para nosso desaparecido gestor. Por onde anda?
Quando estes gestores aqui chegam são recepcionados por um assessor especial da prefeitura que é o principal organizador da competição. Outra vergonha. 
Depois de recepcionados estas autoridades são desacomodadas na platéia mesmo, nem mesmo umas cadeiras mais confortáveis são lhes oferecidas. Vergonha de novo, pois deveriam ser recepcionados pelo gestor.
Hino Municipal antes de cada jogo é coisa antiga, brega para o gestor municipal, só pode ser. Que pena. Imagine se o gestor não gostasse de esporte, como seria esta Copa Norte?
Ah, e antes que esqueça aviso aos visitantes para não visitarem os banheiros do Ginásio, pois poderão se afogar meio a tanto micho fora dos vasos bem como morrerem asfixiado pela podridão por conta dessa sujeira. Um dos culpados pode ser a torcida, mas acho que boa parte da torcida faz isso porque não tem pessoas para fiscalizar e limpar estes ambientes. Caríssimos visitantes tragam de casa suas próprias lixeiras caso queiram ter um ambiente limpo, pois acho que prefeitura está sem verbas para comprar tais lixeiras. Outra Vergonha. 
Já ouvi dizer que o gestor só comparecerá ao ginásio apenas na grande final. Que pena que não vou prestigiá-lo, pois terei que viajar.
Enquanto isso a capital do futsal piauiense caminha para a profissionalização.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito".

Nenhum comentário:

Postar um comentário