30 de abril de 2014

O que comemorar neste dia do Trabalhador?

Primeiro de Maio, dia do trabalhador. Pouca coisa para muitos falatórios.

Em uma época onde nosso país precisava se estruturar no que diz respeito ao físico e financeiro para sair da condição de agroexportador e ir para condição de industrializado houve certo homem nacionalista de origem gaúcha, forçado pelas forças capitalistas mundiais, que resolveu legalizar um dia específico, entre os 365, para festejar e organizar a contribuição dos operário (homens e mulheres humilhados pela classe dominante) para o 'crescimento' de nossa nação.

Nos dias atuais muitas classes trabalhistas, infelizmente ligadas aos patrões, se organizam neste dia para forçar os governos (federal, estadual e municipal) através de discursos vazios e atitudes contrárias ao que dizem para melhores condições de trabalho no que se refere, primeiramente, aos vencimentos e depois aos planos de carreira, etc, etc.

E o que dizer dos resultados obtidos por conta das manifestações radicais para abrir, de verdade, os olhos de quem nos governa? Muito tem se conquistado. Muito há de melhorar.

Os anos foram se passando. Passaram pelo governo: mineiros, outros paulistas, maranhenses e 'amapaenses' cariocas, pernambucano e novamente estamos sendo comandados por um gaúcho, melhor dizendo, uma gaúcha.

E o que comemorar? Professores poucos festejam. Somente o dia de folga e nada mais.

Irão às ruas com caras pintadas e cobertas, quebrando tudo o que há pela frente. A palavra do dia talvez será: queremos mais segurança, mais hospitais, melhores escolas, melhores estradas e novamente digo: etc, etc, etc.

Só não querem é votar correto ou menos errado. Não querem deixar de se venderem por propina próxima às eleições, por cabides de emprego ofertados aos familiares.

Enquanto por aqui esposo da gestora Teresinha Lages quer demitir trabalhadores concursados. No Morro do Chapéu as 'mulheres' também não veja outra forma em comemorar o dia do trabalhador demitindo-os. Talvez seja porque temos muitos trabalhadores para pouco trabalho e dinheiro. O governo do estado do Piauí já anunciou que irá comemorar este dia atrasando os salários a partir do fim do mês do trabalhador (Maio). E aqui em Esperantina? O que comemorar? Fica a critério do perdido gestor municipal.

Onde quer que estejam, homens e mulheres que morrerem lutando por dias melhores pela classe dos trabalhadores, ainda lutam por seus legados em vida. Oh Getúlio Vargas, por você, legalmente, tudo começou.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário