12 de agosto de 2014

Jogo baixo, mas jogo!

Se for à Guerra, vá com todas as armas.
Caso queira ir a um jogo qualquer, encontre todas as formas de vencer o adversário, mesmo que o importante seja competir.
No entanto, se for a uma Gincana, treine as melhoras formas de convencer e vencer as batalhas desse jogo igualmente parecido a uma guerra.

A VII Gincana Cultural do CEEP Leonardo das Dores realizada nos dias 06, 07 e 08 desse mês foi bastante acirrada. 
A cada ano as equipes se preparam melhor e mais forte.
A competição da Gincana em homenagem ao dia do Estudante está virando uma competição de gente grande.
As três equipes cada vez treinam mais, se dedicam com mais afinco, se concentram a ponto de estudar todos os detalhes da competição, do adversário, dos jurados.

E foi assim no terceiro e último de Gincana.
A equipe TIME (turno noite) que foram péssimos no primeiro dia de competição (esporte de futsal e voleibol) e que melhoram no segundo dia de Gincana, chegaram ao terceiro dia para tudo ou nada. Perder ou vencer. Primeiro lugar ou último. Vida ou morte.

E a primeira jogada foi verdadeiramente abalar (literalmente) os pilares emocionais das três juradas. Coitadas das juradas. Já é difícil ser uma jurada, imagine depois desse jogo baixo, no entanto propício para um jogo, que foi o canto gospel das irmãs Jesua e Jesyane Lustosa.
Não só as juradas foram abaladas. Este que vos escreve como todos os presentes no ginásio se arrepiaram com o cântico, com a homenagem ao eterno aluno do CEEP, Mikael Sousa, com a brilhante performance que as duas irmãs desenvolveram no centro do ginásio.


Daí para frente foi apenas apresentar as outras atividades que já tinham preparado e esperar o resultado final.
Apesar de que as outras duas equipes (4 Reinos e Black or White) estavam, também, super preparadas, não foi possível segurar a equipe Time depois dessa maravilhosa e estratégica apresentação.

Jogo é jogo e vale quase tudo para vencer.

Parabéns as irmãs, à equipe vencedora, ao Centro Estadual de Educação Profissional como um todo.
Que estas emoções continuem a nos dar motivos para viver.
Homenageado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário