20 de agosto de 2014

Menos uma Cruz.

- Querida mamãe Esperantina, porque Jesus aparece pregado em uma Cruz?
- Querido filho meu, Jesus aparece na cruz devido a Igreja Católica querer mostrar o sofrimento do filho de Deus por nós.
- Mamãe, e por que não foi em um caixão?
- Filho meu, porque a Cruz simboliza a fé maior da Igreja Católica, símbolo de adoração para seus fiéis.

"Cada um carrega a cruz que merece!"
Este ditado ouço desde criança.

Somos pecadores e este ditado está ligado aos nossos erros perante a boa conduta em sociedade, seja em qualquer setor: familiar, profissional, político, religioso, cultura, etc.

Esperantina há muito tempo, tem carregado várias cruzes nas costas.
Cruzes estas muito pesadas.
Estas cruzes a fazem pagar pelos seus pegados administrativos (militar, religioso e político partidário) em forma de atraso.
Nossa cidade aceita cada 'cruz' religiosa.
Esperantina abraça cada 'cruz' política partidária.
A Terra do Longá permite cada 'cruz' marginal na desnecessária penitenciária.
A Terra de Leonardo das Dores abriga cada 'cruz' comerciante.

Cada cruz dessas faz de nossa cidade um inferno meio ao paraíso.

A cruz como símbolo cristão surgiu na idade média. Era uma forma de soberania sobre o povo. Acho que até hoje ainda é.
O traço horizontal da cruz está acima do meio do traço vertical simbolizando quem está no topo da hierarquia religiosa e quem está na inferioridade.

Vocês já perceberam que a cruz da Igreja de Nossa Senhora da Boa Esperança está apenas com a luz do traço horizontal acesso? Pois é. Há um bom tempo a luz do traço vertical da principal cruz de nossa cidade está apagada.
De acordo com os traços da cruz (horizontal= poder da igreja e vertical= igual aos fiéis), podemos deduzir que a Igreja Católica esperantinense está sem fiéis, ou pelo menos está perdendo.

E quem foi o culpado desse afastamento dos fiéis da Igreja Católica para outras igrejas nos últimos 7 anos?

Foi ele mesmo. Aquela cruz de pessoa. Aquela pessoa que é tido como um dos responsáveis pelo fechamento da primeira Rádio Comunitária do Piauí (Esperantina FM). Aquele que não deu continuidade a Pastoral da Juventude em nossa cidade. Aquele que invés de pregar a palavra de Deus aos Domingos, pregava seus sermões mundanos. Aquele que se dizia contra política partidária, no entanto, deixou que o espaço da Pastoral da Juventude, que fica dentro do complexo da Casa São Vicente, fosse tomado por uma candidata ao legislativo estadual. Aquele que é suposto papai. Aquele suposto degustador de manquita.

Por estas e outras cruzes, espero que a nova cruz que se aproxima de nossa cidade não seja tão pesada do que esta que foi embora antes de o dia amanhecer como se estivesse fugindo de seus fiéis, tudo isso na madrugada de segunda-feira.

“Tudo que somos é resultado do que pensamos” (Buda).

Nenhum comentário:

Postar um comentário