3 de novembro de 2014

Política de Conveniência

Sempre me disseram que a cidade de Matias Olímpio (Norte do Piauí) era uma buraco tanto geograficamente falando como administrativamente.
Cresci com este pensamento a ponto de criar em meu sub eco uma grande curiosidade de conhecer-la. E conheci.
Comprovei de perto que a cidade precisa crescer como tantas outras cidades do Nordeste brasileiro.
Falta quase tudo, principalmente pessoas que possam fazer isso acontecer sem a conveniência de ajudar apenas os próprios familiares.

A cidade de Esperantina não difere muito. A situação está lamentável de se ver.
De tempos para cá não se fala mais em Consórcio CITICOCAIS. A última vez que ouvi falar, o mesmo ainda tinha sede no prédio da sogra do ex-gestor municipal de Esperantina localizado na principal avenida esperantinense.
Vieram as eleições e as atenções foram dadas apenas na criação de uma imagem devastadora dos inimigos de palanque. Enquanto isso a briga pelo poder político de nossa cidade, especificamente falando, foi avassaladora para a sociedade que ficou, ainda mais, refém dos interesses de poucos.
Falo em Consórcio CITICOCAIS porque as estradas vicinais de Esperantina estão esquecidas.
Pior do que isso, estão emburacadas, sem a devida atenção dos 'salvadores da pátria esperantinense'. Isso dificulta uma cidade crescer, principalmente se for uma cidade comercial como a nossa que precisa consumir produtos oriundos da fraca agricultura familiar bem como transportar nossos produtores.

E o que falar do transporte escolar? Além dessas péssimas condições de estradas vicinais prejudicarem o comércio, também afeta, diretamente, a educação do município ao dificultarem os precários ônibus escolares ao levar e trazer nossas crianças à/da escola.

As chuvas pararam há muito tempo. Falta de dinheiro e tempo não deverão ser desculpas para a não realização dos necessários serviços de manutenção dessas estradas que devem ser sinônimo de progresso para nossa gente principalmente para nossos agricultores e crianças.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário