19 de janeiro de 2015

Esperantina comendo quieto.

Uma cidade é formada por um povo, uma sociedade. Estes se comportam de acordo com seus costumes e com suas leis.
Cada lugar no mundo, globalizado ou não, têm suas variações de comportamento e consequentemente a isto se cria uma identidade.
No Brasil, extenso por natureza, tem diversas particularidades dependendo da região.

Temos no Norte brasileiro uma sociedade altamente diferente do restante do país. As demais regiões também têm seus modos de viver. A isso chamamos de processo histórico/cultural/social nas quais foram sendo exploradas/colonizadas ao longo de suas formações.

Todo brasileiro sabe como são os baiiiiiianos. Festa o ano todo. Fala manso.
O carioca é aquele folgado por natureza, com seu linguajar descolado.

O mineiro tem a fama de ser discreto. Aquele que "come quieto" sem chamar a atenção. Um verdadeiro 'gato'.

O que Esperantina tem haver com este ditado mineiro "comendo quieto"?

No momento, a administração petista, chefiada por Vilma Amorim, tem mostrado um espírito mineiro de ser.
Há mais de 4 meses de governo, a petista começa a receber elogios até mesmo de certos opositores quanto à sua forma de governar. Eu mesmo tenho presenciado estes elogios. 
Isso é uma demonstração de que o importante é p trabalho bem feito direcionado ao povo e às suas necessidades.

Quase calada e sempre eficiente, a gestora tem conseguindo controlar os ânimos de certos petistas tidos como egoístas e assim fazer, até o momento, um bom governo, isso na opinião de muitos que a mim direcionaram suas opiniões.
Seus comandados não têm ordens para perderem tempo em redes sociais criando inimizades e manchando a imagem do governo. Bem diferente de governos anteriores. Que bom.

Apesar de que seu padrinho político, Francisco Antonio, parece não está tão satisfeito por não ter sido agraciado com alguns cargos na administração, a gestora tem dividido os cargos com seu vice e com sua base na Câmara Municipal.

Certos esperantinenses já chegam a declarar que caso a gestora municipal continue a trabalhar da forma mineira de ser - comendo quieto, poderá se reeleger nas eleições de 2016.

"Na vida nada é tudo, tudo é pouco e pouco é nada, portanto, vivemos em um ciclo vicioso".

Foto - diariodoabsurdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário