23 de junho de 2015

PMDB dividido

Quando falo que não voto em partidos, mas em homens ou mulheres, dizem que sou contra a democracia dos partidos políticos de nosso Brasil.

Em nossa cidade não há consenso dentro de um mesmo partido.

O PT é divido. Há duas alas, portanto, dois desejos, duas formas de administrar, de ver o todo e principalmente de tentar solucionar os problemas, principalmente os próprios.


Agora chegou a vez do partido arroz (só serve para acompanhar), hiihihihihihihi, - PMDB.
Dizem nos bastidores da política esperantinense que o atual presidente da casa do povo (Câmara Municipal) não está dando chão para seus aliados de partidos cultivarem suas sementes de duplicação de votos.


Tote Aristides parece que não têm dividido o pão de cada dia com seus aliados internos.

Bebê Vitória, Regys Carvalho, Raimundo Fontinele, Bebetinho, Kely têm mostrado descontentamento com a administração de Tote Aristides no que diz respeito a divisão da colheita.

Parece que até verbas têm voltado para o poder executivo por falta de projeto de onde aplicar tal dinheiro.
Enquanto muitos estão sentado à mesa, apenas um come, sacia sua fome política.
Será que existem alguma nota fiscal correta? Para o bem do povo, espero que sim.

Imaginem se este Tote tivesse estudo. Acredito que até seu papai político seria manipulado a comer o pão que o diabo amassou. 

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito".

Fto - paraibahoje 

Nenhum comentário:

Postar um comentário