23 de junho de 2015

Vilma sendo alfinetada.

É estranho presenciarmos alguém, em pleno século XXI, exaltar seus méritos, suas performances, seu lado bom de ser.
Por um lado isso pode ser considerado egocentrismo, falta de humildade. Quando alguém faz elogios a si mesmo logo vem aquela sensação ruim de quem observa tal comportamento. Pelo menos comigo é assim.

Uma ala de intelectuais sociais defende que antes de elogiarmos o próximo, sermos altruístas devemos pensar em nós mesmos. Paralelamente, outros intelectuais já pensam o contrário, nossos méritos devem ser percebidos pelos outros, alavancados pela sociedade, reconhecidos por quem está recebendo os bens feitorias.

E quando deixamos de lado as nossas atitudes e passamos a ver apenas os erros dos outros, dos adversários?

Tenho um primo corinthiano que acha que para seu time ser bom é necessário que seu maior rival, 'meu' palmeiras, seja ruim.

Tem políticos partidários de Esperantina que acha que para ser trabalhador é necessário que seus adversários políticos sejam preguiçosos.

Nada disso. Sem marketing político barato para nosso lado.

No último Domingo a gestora municipal de Esperantina foi duplamente alfinetada.

A primeira alfinetada veio do pretendente candidato a Gestor Municipal Marllos Sampaio.
Durante a entrega da premiação da II Copa Zé Café de Futebol amador, no campo do bairro Santa Luzia, Marllos Sampaio aproveitou para alfinetar a gestora municipal Vilma Amorim: 
"Tem gente que quer se aproveitar aparecendo nos eventos apenas na reta final, enquanto eu sempre apoiei o esporte de Esperantina".

O futuro candidato se referiu à gestão municipal. Quis dizer que Vilma Amorim só ajudou, financeiramente, o torneio na reta final. De acordo com o sombra do THE, o mesmo patrocinou a II Copa Zé Café com um valor mais alto do que a gestão de Vilma.

A segunda alfinetada do dia veio da Quadrilha Junina Tradição durante a última noite do 24º Festival Junino da cidade.

A quadrilha Junina Tradição, que tem como um de seus integrantes um aliado do mimado ex-deputado federal da terra, divulgou o nome de seus patrocinadores. Na oportunidade fez questão de falar o nome de cada um dos treze vereadores que apoiaram a quadrilha. 
Isso foi uma menção ao não patrocínio do poder Executivo às quadrilhas juninas da cidade pronunciado pela gestora municipal semanas atrás. Ou estou errado?

E assim podemos perceber a forma de se fazer política partidária em nossa cidade.
Que os couros dos políticos daqui para frente possam suportar as alfinetadas de quem faz dessa missão (política) uma arma para esconder seus defeitos em cima dos erros dos outros.

"Na vida nada é tudo, tudo é pouco e pouco é nada, portanto, vivemos em um ciclo vicioso".

Fto - inglesnapontadalingua

2 comentários:

  1. O pessoal da quadrilha fizeram mais do que certo, o errado seria divulgar o nome da prefeita que não patrocinou nada. Parece que o blogueiro petista está incomodado com o futuro prefeito desta cidade. O peito vai secar petista!

    ResponderExcluir
  2. #ChupaPetista, o próximo ano tá chegando...

    ResponderExcluir