1 de fevereiro de 2016

Primeiro dia de aula da minha filha

Hoje voltei a sentir a infância perto de mim.
Com cheiro de terra molhada e uma leve chuva o dia amanheceu me fazendo lembrar de quando era criança. Não só por isso. 
Hoje será um eterno dia especial. Não o esquecerei enquanto respirar. 

Isso porque, este dia me recordou de quando ganhei meu caderno, lápis, borracha e um 'conjunto' de roupa nova para ir à escola pela primeira vez.
A escola improvisada em uma casa de 'conjunto' habitacional bem próximo de minha casa criava em mim as melhores expectativas que uma criança poderia imaginar.
Na época chamada de GRUPO, a escola era como se fosse o paraíso na terra. Pelo menos para mim.
Que pena que não tenho tantas lembranças dessa casa/escola/GRUPO.
Por outro lado, revivi muito bem nesta manhã o dia em que realmente fui pra uma verdadeira escola.
"Vamos dormir porque amanhã (hoje) será o dia em que eu irei para escola, a minha escola, a escola da Bar, da Julia, do Neto (primos)" , assim falou princesa Sophia aos seus pais.

Antes tivemos que comprar, juntos, o livro, o caderno, os lápis, borracha, agenda, apontador e tantos outros materiais que na minha infância não se fazia necessários. 
Hoje a criança já vai à escola sabendo o que é consumismo. Este conceito já aprendem antes mesmo da primeira lição.

E assim foi feita a compra de materiais de Sophia.

Há três dias princesa Sophia resolveu ir com seu papai deixar o material na escola. Este foi o primeiro contato da minha neném Sophia com seu novo espaço geográfico - o espaço educacional. Antes já tinha conhecimento do espaço familiar, religioso, recreativo. Agora um que tão cedo deixará de ser seu.

"Acorda Maria Sophia, está na hora de você ir para escola. É preciso acordar cedo minha princesa.
Primeiramente você tem que tomar um reforçado café da manhã. Logo após deverá tomar banho, colocar sua roupa, arrumar seu lanche na lancheira, seu estojo na mochila", assim foi o início dessa manhã.

Antes de Sophia entrar ao carro, eis que soa a grande pergunta: 

 - por que você está indo para escola, você sabe? perguntei à Maria Sophia.

A resposta, na mais inocência habilidade de uma criança prestes a ir para seu primeiro dia de aula, foi: 

- para estudar papai!

- Não só para isso minha criança - continuei. 
Você está indo para a escola para aprender a ser uma criança, uma mulher. 
Fui  além ao falar que ela estava indo para escola para ser uma pessoa boa, para saber caminhar sozinha, para crescer na vida profissional, para dar orgulho às pessoas que lhe amam.

Depois das boas vindas na escola, agora  ela está lá sozinha em um ambiente desconhecido, pelo menos por enquanto, com pessoas desconhecidas (coleguinhas e a professora), tentando, sozinha, se adaptar ao mundo longe de seus pais, avós, tios, padrinhos.
Da mesma forma que seus pais conseguiram, há muitos anos, superar o primeiro dia de aula sem a presença de uma pessoa da família, você Maria Sophia também conseguirá.

E que este dia de lembranças da minha infância promovido por minha criança seja repetido a cada dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário