Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2016

A política do Pão e Circo do 'morro' está montada

"O Estado é o única fonte de poder" (Bertha K. Becker).
Quem é o Estado em Esperantina? Quem tem mais poder, vias políticas, em Esperantina?
Alguns colegas, nestes últimos dias, tem vindo até mim e se expressado assim: "fim de semana houve uma reunião política e lá tinha mais ou menos 1500 pessoas". Outra: "teve uma reunião política na zona rural e lá foram oferecidas mais de 10 grades de cerveja e um Boi assado".
Na minha mais simples interpretação disso tudo, primeiro quem chegou até mim e falou isso é porque gostaria de saber sobre minha opinião (e no decorrer do texto darei) segundo, estes dois eventos "políticos" não passam de uma política de "Pão e Circo" dada à sociedade, e pior ainda, à custa do dinheiro dos mesmos.

Governo de Teresinha Lages só vai no 'empurrão'

Mais um empurrão e o governo vai ao barro!
Vocês queridos batalhenses querem mesmo reeleiger um governo que só vai no empurrão? Empurra de lado para mascarar a ineficiência administrativa. Empurra de outro e mais barbaridades serão vistas. Empurra a ambulância, pois o combustível da boa gestão nunca existiu nos governos 'lagistas'.
Leandro Karnal falou: se fossemos governados por intelectuais, viveríamos em um inferno. Como vivemos governados por analfabetos políticos, o éden das ilusões nos parece o bastante

Advogados, Médico ou Professora?

Esta pergunta fiz no fim de semana passada em uma gigantesca janela para as eleições de Outubro do corrente ano - rede social.
Essa janela tecnológica com suas tendências, percepções, estratégias e técnicas podem ajudar muito quem pretende ser eleito no próximo pleito. Basta saber usá-la.
Com base nisso, fiz esta indagação para saber os pontos de vista dos meus colegas da rede social.  Muitos curtiram, poucos debateram. 100% foram a favor da professora com alegação mais restrita possível à sala de aula. 100% que corresponde uma minoria que tentaram responder tal pergunta.

Festival do Peixe de Esperantina está com peixe salgado

Nas ruas, muito calor humano e ambiental, nas panelas, muito piau e sal.
Pela descrição, podemos dizer que nos referimos à cidade de Esperantina. Esperantina não é banhada pelo mar para termos, em abundância, peixe de águas salgadas. Mais temos um belo rio, o Longá. De água doce, boa de banhar e criar.
Durante todo o ano, os esperantinenses têm à sua porta a vasta disponibilidade e acessibilidade de peixes criados em cativeiros dentro e fora do Rio Longá.
Naturalmente o rio que nos banha já não tem tantos animais. O jeito foi passar a criá-los.

Até quando o "V" não é mais de vitória?

A expressão idiomática histórica ou mitológica, ou as duas ao mesmo tempo, "V de Vitória" ou "V de Vingança" começa a ter novo significado nas bocas de esperantinenses neste segundo semestre de 2016.
Em todas as línguas ou culturas existem esta exaltação ao extremo da letra "V" - (vitória/vingança). Muitos filmes e livros já foram feitos na tentativa de demonstrarem o verdadeiro valor (significado) do "V". Sabemos que a verdade não é absoluta. Portanto, o "V", seja ele de Vitória ou Vingança, vai depender do que você quer dizer, mostrar,falar,sentir.
Nas expressões corporais e psicológicas dos esperantinenses, ou pelos boa parte deles, o "V" começa a ter um sentido de - PAVOR/MEDO/DESCONTENTAMENTO/INSEGURANÇA.

À Salvação!

Infelizmente ainda não sou um profissional em/para minha cidade natal. Mas se fosse, teria nestes homens e mulheres, da foto, uma esperança de trabalhar gozando de todos os meus direitos?
Esta pergunta pode zoar meia atrevida. Mais não quero aqui que isto aconteça. Historicamente a classe dos professores tem sido 'esculhambada' quanto aos maltratos por parte dos nossos governantes e também por muitos daqueles que a compõem.
Sendo assim, trabalhar sob uma equipe que é eleita para defender o que é seu por direito, deixa qualquer funcionário um pouco mais tranquilo para desempenhar, todos os dias, suas funções trabalhistas.

Nem parece

Notoriamente em ano eleitoral municipal os pretensiosos aos cargos eletivos demonstram o que, muitas das vezes, não são. Se passam por bonzinhos, amigos presentes, idealizadores de políticas que salvará a população de suas infindáveis mazelas sociais.
Quase tudo passa a ser perfeito em suas visões.
Quem quer se reeleger usam de suas regalias administrativas e políticas para passarem uma imagem até então inexistente em meses anteriores que antecede o ato costumeiramente chamado de o mais democrático - o voto. Bela ilusão que querem introduzir. Até aqui tendo dado certo. Infelizmente.

Assentamentos do Incra em Esperantina

A estrutura fundiária brasileira é marcada pela desigualdade. Os meios de produção do campo brasileiro sempre se baseou no modelo escravista. Processos históricos, sociais e políticos esclarece muito bem o acesso à terra em nosso país.
Muitas políticas públicas do Estado brasileiro vem sendo 'maquiadas' na tentativa de redistribuição de Terras para os mais vulneráveis homens e mulheres de nosso país que ao mesmo tempo não tem capital para adquirir-las, mas que querem trabalhar no que é seu por direito.
Ao lado das grandes propriedades agroindustriais e suas defesas governamentais de crescimento, existem o 'projeto de reforma agrária' brasileiro onde um dos passos é a criação de Assentamentos.

Dor da derrota?

Já ouvi isso. Já me disseram isso. E vocês já foram derrotados por esta frase de 'ganhador' que não sabe perder? Repitam: "o melhor vencedor é aquele que sabe a dor da derrota, ou seja, sabe perder." Quem não sabe perder, sempre viverá derrotado por si mesmo.
Muitos humanos tentam esconder seus espíritos de derrota, de fraquezas tentando desconfigurar a imagem de quem está ao seu redor. É uma forma de vencer sem levantar o troféu, se é que vocês me entende.
Como não podem ganhar, ou não sabem ganhar, tentam, de todas as formas, manchar a imagem vitoriosa daqueles de quem tem inveja. Isso mesmo, inveja.

Imbecilidade

"Vai tomar no C"...... Você já sabe onde.
Esta expressão vem sendo usada há muito tempo pela humanidade.  Vocês já ouviram? É claro que sim.
Antropólogos sustenta que o gesto de mostrar o dedo depois da expressão acima citada é uma variação de uma estratégia agressiva de alguns primatas, que mostravam o pênis ereto a seus inimigos como uma forma de intimidá-los.  Mais civilizado, o homem teria substituído o bilau pelo dedo erguido para ofender alguém.
Este gesto já foi usado até por reis. Hoje é realizado por súditos incompetentes.

Em reunião

Em temporada de reuniões para tratar dos 'problemas' que assolam a sociedade da qual fazemos parte, o pré-candidato a gestor municipal de Magalhães de Almeida-MA - Costa Júnior, reuniu em seu sítio a classe dos professores estaduais da cidade citada para festejar mais uma Gincana SocioCultural da escola que leva o nome de seu papai e que é comandada por sua cunhada.
Depois de uma semana cheia de atividades sócioculturais (27/06 a 01/07), nada melhor para os professores do que descansarem/relaxarem em uma manhã de churrasco. Esta manhã foi a de Sábado (02/07) rodeado de muitos amigos.

A casa caiu

A formidável equipe de defesa da gestora municipal de Batalha terá mais uma missão antes das eleições de Outubro. Mais uma ação judicial foi impetrada contra a gestora devido sua indevida conduta administrativa contra o povo da cidade de Batalha, mais especificamente contra os professores.
É de conhecimento de todos que a gestora municipal de Batalha, pré-candidata à gestão pública batalhense, há três anos não respeita a Lei do Piso Salarial dos Professores. Tudo isso com o aval, omissão, de certos vereadores, que também são pré-candidatos nas eleições de Outubro futuro.

Produto da Gincana SocioCultural do "Dionilo Gonçalves Costa"

Foi uma festança bacana.  Os alunos adoram mostrar seus talentos. E os professores? Ficaram satisfeitos em ter ajudado-os nesta atividade pedagógica que muito enriquece a vida de cada um que participou.
"As expectativas foram alcançadas, o trabalho foi árduo, mas prazeroso", falou o diretor adjunto Adail Júnior.
Sendo assim, a gincana sociocultural "Profº Milton Oliveira", mesmo que a atual oposição à Educação Estadual de Magalhães de Almeida morra, este projeto irá acontecer nos próximos anos para o bem de todos.
Talentos, solidariedade, união, PAZ fez parte das 06 equipes que disputaram a gincana.  No final, a equipe Verde obteve mais pontos entre as 29 atividades propostas.