18 de julho de 2016

Dor da derrota?

Já ouvi isso. Já me disseram isso.
E vocês já foram derrotados por esta frase de 'ganhador' que não sabe perder?
Repitam: "o melhor vencedor é aquele que sabe a dor da derrota, ou seja, sabe perder." Quem não sabe perder, sempre viverá derrotado por si mesmo.

Muitos humanos tentam esconder seus espíritos de derrota, de fraquezas tentando desconfigurar a imagem de quem está ao seu redor.
É uma forma de vencer sem levantar o troféu, se é que vocês me entende.

Como não podem ganhar, ou não sabem ganhar, tentam, de todas as formas, manchar a imagem vitoriosa daqueles de quem tem inveja. Isso mesmo, inveja.
Um dos 'grandes' desportistas esperantinenses, que tem na ponta da língua uma célebre frase: "não é assim que se faz esporte", não tem a humildade de saber perder.

Fala aos quatro cantos que é o desportista que mais sabe fazer um regulamento de um torneio esportivo na cidade de Esperantina, no entanto só não sabe respeitar tal regulamento, pois o mesmo acha que quem deve seguir as normas do torneio são apenas aqueles que o mesmo acha que são subordinados aos seus caprichos.

Acho que o mesmo vive a pensar assim: "como sou eu que faço o regulamento, não devo obedecê-lo, mas quem desrespeitar será punido rigorosamente". 

Se pensa assim, não passa de um pensamento infantil. Nestas condições falo: "não é assim que se faz esporte".

Pelo simples fato de este que vos escreve ter solicitado, após uma partida de futebol valendo por um torneio, que o time vencedor da partida descumpriu algumas cláusulas do regulamento do torneio, sendo assim, impedindo-o de somar três pontos, o 'grande' desportista deferiu a seguinte frase: "isso é dor da derrota".

Como pode uma pessoa que se auto-intitula como grande "fazedor de regulamento esportivo", não querer que um regulamento seja respeitado?

Dar licença! Desse jeito não tem esporte que vá para frente. 

Fto - fatosdesconhecidos   

Nenhum comentário:

Postar um comentário