20 de julho de 2016

Nem parece

Notoriamente em ano eleitoral municipal os pretensiosos aos cargos eletivos demonstram o que, muitas das vezes, não são.
Se passam por bonzinhos, amigos presentes, idealizadores de políticas que salvará a população de suas infindáveis mazelas sociais.

Quase tudo passa a ser perfeito em suas visões.

Quem quer se reeleger usam de suas regalias administrativas e políticas para passarem uma imagem até então inexistente em meses anteriores que antecede o ato costumeiramente chamado de o mais democrático - o voto.
Bela ilusão que querem introduzir. Até aqui tendo dado certo. Infelizmente.Vereadores e gestores municipais começam a mostrar uma agende de muito 'trabalho' em favor da cidade.
Obras e mais obras são inauguradas. Não sabemos de onde sai tanto dinheiro para fazer tantas obras em ano eleitoral.

Os mais simples humanos chegar a dizer: "bem que todos os anos deveria ter eleições para sempre termos obras estruturantes sendo feitas em prol do povo".

Por algum viés, e não vou entrar em detalhes, este pensamento está certo. Não totalmente, mas está.

Já se perguntaram porque estes nossos políticos fazem isso? 
Por que não temos Leis que os proíbem? Não
Por que não temos homens do judiciário suficientes para inibi-los? Não
Por que os mesmos que dizem esta frase citada, são os mesmo que os permitem fazer tais manobras politiqueiras para continuarem no poder? Acho que sim.

No entanto, gostaria de me atentar apenas a atual situação de Esperantina e sua gestora.
Vocês sabem que a mesma é pré-candidata a gestora municipal para o mandato de 2017 a 2020.

Mais sabem também que Esperantina está toda escura. 
Dizer que somente os bairros periféricos estão sem iluminação pública, já é um absurdo.
E o que dizer das principais ruas da cidade, inclusive a principal Avenida, Petrônio Portela?

O discurso da gestora não condiz com a pretensão de continuar no poder. Nem parece que a mesma quer vencer as eleições de Outubro.

Abram o olho e deixem a luz entrar.
Você que escolhe

Nenhum comentário:

Postar um comentário