17 de janeiro de 2017

Sermão do Afastamento

Ser católico apostólico romano hoje em dia não é fácil, imaginem quando encontramos dificuldades internas para ser.

Pensávamos que as coisas estavam ruim com o pároco Ernesto quando o mesmo abusava da nossa boa vontade em suas longas missas, em seus gigantescos sermões.
"Nada é tão ruim que não possa piorar".

Recentemente estive na cidade de Canindé-CE. Para não perder as origens familiares e católicas, assisti à uma missa.
Para ouvir, refletir e se abençoar com a palavra de Deus, não foram necessários 80 minutos, ou seja, 01 hora e 10 minutos.

O padre muito jovem, soube pregar seu sermão da forma mais simples e comovente possível a ponto de todos os presentes saírem satisfeitos e renovados com as escrituras de benevolências do papai supremo.

Padre Ernesto quando esteve entre nós deixou a marca de ser inconveniente. 
Reclamava de tudo em seus sermões.
Quando o mesmo foi embora, muitos se alegraram na esperança de receberem um novo pároco com menos inconveniências, com sermões mais diretos e curtos.

Que nada!

A situação piorou.

O atual pároco da Igreja de Nossa Senhora da Boa Esperança não faz um sermão com menos de 60 minutos. Somente o sermão!

Em três semanas assisti 03 missas, três longas missas do atual pároco.

O tempo gasto nestas três missas dava para nós assistimos 06 missas na cidade de Canindé-CE.

O mesmo vive falando em seus sermões dos "irmãos separados" (evangélicos). Diz também que muitos católicos estão deixando a Igreja de Jesus Cristo a procura das protestantes.

Agora pergunto a vocês: será porque muitos católicos estão deixando a Igreja de Jesus Cristo a procura de outras?

Vejamos: ontem na sexta novena em homenagem ao co-padroeiro São Sebastião, o atual pároco fez seu sermão em 01 hora e 30 minutos.

Muitos idosos, das regiões mais distantes e inseguras da cidade, estavam presentes na novena rezando para terminar o bendito sermão para poderem irem embora em segurança, pois já era 21:00 hs e nada de terminar a missa.
Já não estavam mais suportando tanto sermão desnecessário do pároco.

Mas acredito que esta missa foi uma exceção. Sabem porquê?
Por que o tema da Sexta Noite de Novenário em homenagem ao mártir São Sebastião era: Missa é Sacrifício.

Foi um sacrifício mesmo.
Se estes gigantescos sermões continuarem, em breve muitos outros católicos serão afastados da Igreja Católica rumo à Igreja dos "Irmãos Separados".

"Eu só sou responsável pelo que eu falo, não pelo o que você entende" (Renato Russo).

Fto - noticias.golpelmais      

Nenhum comentário:

Postar um comentário