30 de março de 2017

Um pouco da panela sem pirão

Como querendo me contrariar, recentemente me enviaram esta imagem.
Eu mesmo a fiz quando estava a frente da comissão de um grupo que até então contava com muito respaldo.
Devido a atitude inaceitável de um atleta/sócio, citado na imagem, defendi na época o afastamento por um mês do mesmo pelo desrespeito.
O fato que realmente aconteceu foi: antes mesmo de todos os integrantes da comissão dar seu voto quanto ao episódio, o próprio atleta/sócio que cometeu tal atitude desrespeitosa reconheceu seu erro e chegou a mim e me pediu para não mais fazer parte do grupo de peladeiros como forma de evitar alguma inimizade com qualquer outro atleta/sócio.

Mesmo depois desse pedido, a comissão se reuniu para tratar do caso. Foi em uma noite qualquer em uma farmácia.
Na oportunidade, deixei claro a todos os presentes da comissão que o atleta/sócio acima citado tinha me pedido para ser afastado, querendo apenas ser um "sócio/colaborador" em eventos oportunos onde pudesse ser aceito.
Mais de 50% da comissão aceitou o pedido, no entanto, o revoltado tido como dono da verdade e do campo, só porque um dia o verdadeiro proprietário lhe disse que poderia fazer o que quisesse quanto a administração do campo aos sábados, foi contra e logo deu seu voto pela afastamento definitivo do atleta/sócio.
Os membros da comissão que come na mãozinha do 'sistema da almêndoa' nada fizeram. Eu sendo presidente do grupo de peladeiros nada pude fazer por conta da pouca força contra a panela da parida.

Agora querem dizer que fui eu o responsável pelo afastamento. 
Cada um com seus cada um. 

Todos sabem que o mentor da panela não reconhece seus erros e acha que sempre é o dono da razão. 

Para o meu lado não, certo?

Nenhum comentário:

Postar um comentário