23 de maio de 2017

Levantamento do Perfil Socioeconômico das Famílias do Bairro Bernardo Rego

Observar os reflexos da crise econômica, social e moral mundial em âmbito regional ou local.

Conhecer o perfil socioeconômico de uma sociedade, mais especificamente do bairro periférico Bernardo Rego, região norte da cidade de Esperantina-PI.

Fazer um diagnóstico das possíveis causas das mazelas sociais do bairro.

Estes foram, e são, alguns dos objetivos do trabalho que os alunos de 1º ano do Ensino Médio do CEEP Leonardo das Dores, turno Manhã, dos Cursos: Administração, Farmácia, Segurança do Trabalho, Serviços Jurídicos, Manutenção e Suporte em Informação, Manutenção Automotiva e Desenvolvimento de Sistema começaram a desenvolver dentro do Projeto Bimestral Escolar: "Paz na Escola: A educação para a Paz perpassa os muros da Escola"
Com colaboração dos alunos dos 2º e 3º anos, também do turno da manhã, foi elaborado um questionário, e aqui agradecemos desde já o professor geógrafo Raimundo Nonato pela elaboração, para a aplicação de uma Entrevista por Amostragem em Aglomerados às famílias do referido bairro.
O erro amostral da pesquisa foi de 7%, para mais ou para menos.

Com este levantamento de dados em mãos, bastou fazer a tabulação e mostrar para toda a comunidade escolar (alunos, direção, coordenação e demais funcionários da escola) como culminância do Projeto.

Este trabalho será aperfeiçoado com o intuito de promover alguma interferência socioeducativa com as famílias desse bairro que sofre por falta de políticas públicas que possam diminuir as problemas sociais que todo dia afeta crianças, adultos e idosos dessa comunidade.

Este gráfico demonstra que as famílias têm acesso à alguns serviços tecnológicos, no entanto, como detectado, de má qualidade.

Já este outro gráfico quebra algum preconceito que muitos tem sobre este bairro que recentemente foi erguido.
Enquanto muitos da sociedade central pensa que os principais problemas do Bairro Bernardo Rego são a criminalidade e as drogas, foi detectado por esta entrevista que os principais problemas são a falta de Água e o Saneamento Básico de uma forma geral.

Concluímos que a Escola tem sim o papel de interferir na comunidade na qual está inserida, sento assim, este projeto vem como forma de amenizar, pelo menos na forma de conhecimento, problemas crônicos de nossa realidade.



Parabéns aos alunos.
Coordenador Macelino Keliton   

Nenhum comentário:

Postar um comentário