19 de outubro de 2017

Esperantinense quer morrer

Deus por todos e cada humano esperantinense por sim neste caótico trânsito de Esperantina.

Caótico por ser resultado de um Estado omisso e de um povo, nem todos os indivíduos, mal educado quanto as obrigações e direitos que todos nós temos nas ruas esperantinenses.

Longe de ser linguagem indígena, mas é muito realidade este título dessa postagem.

Não acho que seja falta de sinalização que faz uma pessoa, na sua sã consciência, não parar em uma esquina onde o mesmo não sabe o que está vindo seja do lado esquerdo ou do direito. Pelo menos em Esperantina.
Dar para ter um mínimo de destreza para saber que ali, naquele cruzamento de duas ou mais ruas, umas das partes deve parar. 
A Lei diz que existe a PREFERÊNCIA e a não preferências nestes cruzamentos.

Então seus mal educados esperantinenses vê se comecem a parar nos cruzamentos para o bem de vocês mesmos.

Os benditos retornos?
Outra problemática.

Neste momento não sai de minha cabeça a belíssima frase do colega Genilson de Castro do site SineFide: "esperantinense tem pressa para nada".

Retornos são uns terrores para esperantinenses.
Léguas e mais léguas são percorridas quando um mal educado esperantinense ver um retorno.
Põe a própria vida em risco bem como, infelizmente, a vida de muitas outras pessoas que não tem nada haver com a 'pressa' e a burrice dos mesmos.

O que aconteceu nesta imagem acima? Quem provocou este acidente?

Simples responder: a burrice, a ligeireza, o jeitinho brasileiro de querer sempre manipular as regras do jogo, a não 'preferência' em querer se sobressair sobre a PREFERÊNCIA.

No mínimo quem tinha a obrigação de parar não parou, quem não tinha preferência nesse cruzamento quis ter preferência e assim ocasionou mais um acidente. 

E assim continuaremos a assistir estes episódios da vida urbana feita por pessoas, em alguns casos forçados pelo Estado, que adoram encurtar a vida neste trânsito.

Punição para estes mal educados não existe porque para o Estado também não.

Quando será o próximo velório?

Fto - portalesp.com.br 

Nenhum comentário:

Postar um comentário