15 de março de 2012

Esperantina é seu lugar?

desvendandogeografia.blogspot.com
As definições de Lugar variam de ciência para ciência. Para a Ciência Geográfica Lugar que dizer cada espaço onde o homem vive e cria laços afetivos.
Os lugares mudam de acordo com a cultura e territorialidade de cada sociedade. Muitos foram os atores principais não só da geografia que deram uma contribuição enorme para as inúmeras definições de lugar.
Percebendo que o lugar se modifica no tempo/espaço onde o homem está inserindo Milton Santos, um dos maiores geógrafos brasileiro, se indagou: o homem tem seu espaço?
Interessante puxarmos este assunto par ao nosso meio. Esperantina vive uma época onde os ideais fogem do contexto humanitário e se deparam aos mundos fechados de variados atores mais bajuladores. Quem vence na vida por aqui são apenas aqueles que constroem "mundos" de acordos políticos, muitas das vezes, enganadores, falsos.
As mazelas vividas por homens e mulheres desse Lugar chamado de Terra do Longá são consequências. O que queremos é o modo de vida que seguimos. O que vocês querem do seu lugar? Nada mais é do que vocês hoje vivem. Por quê? Porque estamos acostumados a seguir os outros e não nossos instintos. O que os outros querem? O que não queremos, ou seja, apenas os interesses próprios de pessoas que nada tem haver com nossa territorialidade.
Os movimentos sociais que explodiram na Terra de Leonardo das Dores na década de 80 é prova viva disso. Uma figura, com sua cultura, influenciou a cultura da massa que fazia a juventude esperantinense daquela época/momento.
Ao tomar como exemplo do salário-mínimo Milton Santos em seu Livro "Espaço do Cidadão" afirmou:
"quando aceitamos que sejam pagos salários de fome a uma boa parte da população, é certo que estamos longe de possuir uma verdadeira cultura" (pág: 17).

Muitos homens são fáceis de serem manipulados por outra cultura pela falta de conhecimento da sua própria cultura. Recentemente fui deparado com uma frase de um colega professor, em local de trabalho, que aqui vou chamar-lo de PIEDADE que dizia: "absorvemos a cultura dos outros porque é melhor do que a nossa". Então existe cultura melhor do que outra? Acho que não, apenas existem culturas diferentes.
O que têm cultura haver com a construção do nosso lugar? Tudo. O que vivemos ou sobrevivemos dos aspectos sociais oferecidos, por lei, pelos governos que aí estão são resultados da nossa cultura de aceitar tudo calados como se fosse meritocracia dos gestores em nos dar pela metade o que necessitamos para a alta realização social por completo.
Se quiseres um lugar diferente para viver então é hora de mudança seja no uso como na gestão dos recursos humanos para uma nova cidadania.

Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário