4 de junho de 2014

Atenção às críticas é mais importante do que administrar...

... aqui e em muitos outros pequenos núcleos urbanos Brasil a fora.

A administração privada é diferente da pública. Suas 'interfaces' difere, e muito, do setor público.

Parece que o atual gestor municipal de nossa cidade está levando isso a sério, mas sem sabedoria. Quando o mesmo estava a frente da empresa privada não recebia críticas, de certa forma, isso era normal. No entanto, quando tornou-se administrador público, as benditas e necessárias críticas começaram a surgir. E o que fazer com elas? 
Deveriam ser ingeridas com sabedoria, como aliadas à governabilidade e não vistas como 'opositoras' ao governo.
Caros colegas esperantinenses vocês já sentiram e presenciaram o comportamento dos ditos e atuais 'governantes' de nossa parada cidade frente as posições adversas em relação aos mesmos?

É lamentável ver que os atuais governantes estão querendo administrar até mesmo o 'olhar' e o 'falar' de quem não aceita certas atitudes do governo "Fortalecendo a Cidadania".

Conheço alguns servidores públicos que estão insatisfeitos com a forma de governar do PSDB municipal. Os mesmo relatam que ao abrir a boca para não elogiar a administração, logo já são chamados a atenção seja pelo secretário(a) de suas respectivas pastas ou mesmo do escalão da prefeitura. São ligações perguntando o porque das críticas, são transferências de locais de trabalho, etc.

Tem um grupinho que vive a mim apunhalar pelas costas só porque faço estes relatos em prol, antes de tudo, da sociedade e consequentemente para os atuais governantes. Fiquei sabendo que um secretário (a) procurou saber se eu era servidor do município. Será por quê? A este secretário(a) digo: der pelo menos um dia de expediente de trabalho para o bem do povo.

E assim vamos vivendo com ou sem perseguições. As tartarugas obras estruturantes são estas, onde em primeiro lugar deve ser feito uma intimidação para só depois, e não sei quando, ser colocadas as mãos nas prometidas obras.

Abra os olhos seu gestor e de já mude estes seus 'assessores' de meio trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário