10 de abril de 2012

Acidente de Chernobyl - principal acidente industrial da História.

Jaciara Lira
A aluna Jaciara Lira do Curso Técnico em Meio Ambiente do CEEP Leonardo das Dores, turma 4º "B" "Manhã, descreveu sobre o Acidente de Chernobyl em um trabalho da Disciplina "Gestão Ambiental" do corrente ano.

Introdução

     A partir da Revolução Industrial o homem passou a interagir gravemente no equilíbrio natural dos ecossistemas, com a industrialização começaram a se formar os primeiros centros urbanos. Áreas foram desmatadas, rios canalizados, os recursos naturais utilizados de formas desordenadas e gases tóxicos lançados na atmosfera e uma descontrolada produção de lixo.

Desenvolvimento

     O resultado de toda essa ação do homem são os graves problemas ambientais que vem acontecendo nos últimos anos.
     Alguns dos problemas ambientais tornaram-se assunto global e um desse problema chamou atenção da sociedade pela sua gravidade, o caso do desastre de CHERNOBYL.
     Em um belo dia de primavera, para os 43 mil habitantes da cidade de Pripyat, na Ucrânica, um dia que ficará marcado na memória deles para sempre. Há 3 km da cidade fica a Usina Nuclear de Chernobyl. Nesta noite os 176 funcionários do Bloco 4 da usina tiveram ordens de realizar um teste no sistema de alimentação automática do reator, que tem como objetivo economizar energia.
     Há 1:23 hs da madrugada o sistema de segurança está desativado e o teste começa. Uma série de explosões acontecem dentro do reator. Enquanto Pripyat dorme tranquilamente, o chão da usina começa a tremer. A tampa do reator explode e um fluxo fortíssimo de vapor radioativo começa a jorrar espalhando urânio e grafite há centenas de metros em volta da usina. Da enorme cratera uma chuva de fogo carregado de partículas radioativas são lançadas a 1 mil m de altura.
     O pior acidente nuclear da história tinha acabado de acontecer. Os primeiros bombeiros a chegarem no local não tinham equipamentos de proteção adequados, eles despejaram milhões de litros de água sobre aquele estranho incêndio que nada parecia capaz de extinguir. Todos foram expostos a dose letais de radiação, dois homens morreram naquela noite, outros dois nos meses seguintes. Foram as primeiras vítimas de Chernobyl. Ninguém estava preparado para uma crise como aquela. Nos sete meses seguintes 500 mil homens enfrentaram um inimigo invisível. Uma batalha cruel e silenciosa que sefou a vida de milhares de heróis anônimos. Atualmente, praticamentes esquecidos, foi graças a eses homens que o pior foi evitado.
     Uma segunda explosão, dez vez mais potente do que a bomba de Hiroshima o que teria destruído metade da Europa, foi mantida em segredo por 20 anos tantos pelos Soviéticos como pelo Ocidente.
     Até hoje os descendentes dos atingidos apresentam uma grande incidência de problemas congênitos e anomalias genéticas.
     Conclusão

O ser humano é capaz de criar coisas magnificas, tanto para o bem quanto para o mal. Essa vontade que o ser humano possui em atingir seu patamar poderá levá-lo a sua própria extinção, pois retirá da natureza de forma descontrolada e não repõem de volta.
     Quantas pessoas perderam a vida e outros ficaram em coma por imprudências do ser humano. Não sabemos até que ponto o ser humano é capaz de ir, mas podemos ter a visão que quando os recursos naturais se esgotarem o homem deixará de existir.

Um comentário: