17 de novembro de 2013

Biomas e as formações vegetais.

Foto: pesquisaescolar
Impacto Ambiental é um desequilíbrio provocado pela ação dos seres humanos sobre o meio ambiente. Pode resultar também de acidentes naturais tais como explosão de um vulcão, choque de um meteoro, um raio, incêndio em uma floresta etc.
Quando os ecossistemas sofrem impactos ambientais geralmente a vegetação é o primeiro elemento da natureza a ser atingido, pois é reflexo das condições naturais de solo, relevo e clima do lugar em que ocorre. Os elementos climáticos, principalmente a temperatura e a umidade, são determinantes para o tipo de vegetação de uma área. 
Devido a expansão das atividades agropecuárias e pelos impactos causados pela industrialização e urbanização (atividades estas antrópicas) as formações vegetais, em maior ou menor grau, estão modificadas ao redor do planeta terra.
A primeira consequencia do desmatamento é o comprometimento da biodiversidade, por causa da diminuição e alguns casos até mesmo extinção de espécies vegetais e animais.
O Brasil se destaca na poluição atmosférica por conta das queimadas, em especial, na Floresta Amazônica. Com estas queimadas o consumo de Biomassa é incalculável. Prejuízo na certa.

O cerrado brasileiro está quase todo queimado através dos interesses capitalistas das grandes empresas multinacionais. Outros biomas brasileiros hoje estão sofrendo também. Consequentemente os seres humanos (vocês e eu) também sofrem.
E o que falar da Mata dos Cocais? Já não temos matéria-prima (coco babaçu) como antes. E a tendência é piorar. 
A soja está aí. Os impactos sociais, econômicos e ambientais estão vendo juntos.
As consequências são enormes para o ser humano. Devemos aprender, o mais rápido possível, lidar com o Desenvolvimento Sustentável para não ficarmos a mercê de uma vida pobre sem recursos naturais.

O que falar os assoreamentos, aumento do processo erosivo, diminuição dos índices pluviométricos e rebaixamento dos lençóis freáticos? Tudo isso são consequências socioambientais causadas pela interferência humana sobre o meio ambiente.  

Não tem este negócio de: QUE DEUS NOS AJUDE. Quem está nos matamos somos nós mesmos. Então devemos nos recorrer à práticas ambientais de sustentabilidade agora mesmo para depois não chorarmos pelo leite derramado.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário