14 de outubro de 2008

ADAPTAÇÃO: MEIO DE SOBREVIVÊNCIA

Vivemos constantemente na necessidade de progredir, crescer, caminhar. Caminhar pra frente por trilhas retas e claras mesmo que apareçam obstáculos e escuridão que favoreçam a estagnação através do medo.
Hoje, dentro da mega complexa Aldeia chamada de Terra Capitalista a melhor forma de sobrevivência é a Adaptação. Desde os primórdios, o homem precisou se adaptar ao tempo e ao espaço a procura de uma vida melhor.
No mundo atual não é diferente.
Devemos ser diversificados. Humildes também.
Costumo falar que o globo não pára de girar. Portanto. o sol sempre vai nascer pra todos.
Quando questionado se iria continuar com o bico de Prefeito, pois o "sem freio" estava sendo DJ por uma noite, o mesmo respondeu: " foi apenas armação da oposição". E que costuma se adaptar ao momento e ao ambiente em que se encontra, tanto na linguística como no vestuário.
Se estáis em uma festa evangélica, comporta-se como um evangélico tal como: só de linho e boa noite irmão! seja bem vindo irmão! paz do senhor irmão! boa noite irmão!!
Logo quando se encontra em um carnaval fora de época: grita; canta; pula, pula e pula, pois é um jovem.
Então, se estiver na noitada (boate) vai se vestir a caráter e falar na língua jovial: Falou, irado; maluco; está tudo maneiro, etc.
E agora Esperantina, como será o comportamento (adaptação)?
Não vai ser mais preciso se curvar diante dos alunos, mas sim e com certeza irá se inclinar à oposição.
Vai. Há se vai. Vai sim ter que se curvar á oposição mesmo que ela seja de cor escura e mais do que isso seja ela o próprio PT. E a melhor forma de adaptação pra este momento inesquecível de Esperantina é se vestindo a caráter. Nesse casa nada melhor do que um Terno Novo

3 comentários:

  1. Marcelino parabéns amigo pela matéria,está maravilhosa.
    E isso sim é q é adaptação nota 10,mas nós esperantineses mostramos q cansamos desse meio de sobrevivência e agora vamos nos adaptar a outro..e esse outro cm vc falou é o PT,e espero q o msmo saiba honrar pela nossa cidade e nossos cidadãos.
    bj

    ResponderExcluir
  2. Parabens, vc escreve e descreve muito bem o sentimento da maioria dos esperantinenses!!!

    ResponderExcluir
  3. Esse é meu mano velho que eu tenho muito orgulho, está de Parabéns.

    ResponderExcluir