11 de julho de 2009

A AMBIGUIDADE ENTRE CRESCER E PRESERVAR

Em pleno século XXI ainda existe um verdadeiro debate entre os ambientalistas e progressistas quanto ao desenvolvimento de nossa nação.

Devemos ter consciência que os dois lados têm razões nítidas quanto a defesa do Meio Ambiente em contra partida do desenvolvimento do capitalista e vice-versa.

Alguns dados nos reflete a ambiguidade sobre o tema sobre a necessidade de crescimento no âmbito da Amazônia:

* 2500 KM de estradas precisam ser pavimentadas, mas estão em litígio ambiental;
* Para suprir a necessidade até 2017, o país tem de aumentar 50% a geração de energia elétrica;
* 18 projetos de hidrelétricas estão atrasados devido a questões indígenas ou ambientais;
* 80% dos produtos estão de alguma forma irregulares segundo o Código Florestal Brasileiro;
* O ritmo de desmatamento da Amazônia diminui 55%. Em breve será anunciado o menor índice em 20 anos

Deixaremos intacta nossas matas ou vamos destruir de forma devastadora para alcançarmos o tão sonhado desenvolvimento?

O que realmente devemos fazer? Deixe sua opinião quanto a esta questão que nos envolve.

Fte-veja
Fto-emdiacomacidadania

Nenhum comentário:

Postar um comentário