14 de outubro de 2009

SIMPLESMENTE LER

Ler sempre, ler muito.

Ler quase tudo.

Ler com os olhos, os ouvidos, com o tacto, pelos poros e demais sentimentos.

Ler com razão e sensibilidade.

Ler desejos, o tempo, o silêncio e do vento.

Ler imagens, paisagens, viagens.

Ler verdades e mentiras.

Ler para obter informações inquietantes, dor e prazer.

Ler o fracasso, o sucesso, o ilegível, as entrelinhas.

Ler na escola, em casa, no campo, na estrada, em qualquer lugar.

Ler a vida e a morte.
Saber ser leitor tendo o direito de saber ler.
Ler simplesmente ler.

Um comentário:

  1. Faz tempo que não lia um poema tão real e emocionante.Gostaría de saber sobre o autor.
    Parabéns!

    ResponderExcluir