14 de maio de 2010

A violência nos estupra

- Bom dia Esperantina, tudo bem com você?

- Bom dia é um caralho Espaço Geográfico.
Nada vai bem comigo. E ainda tem gente que vive a contar piada sobre isso.

- E que lhe perturba hoje querida terra de Leonardo das Dores?

- Ha!Ha!Ha! Estou doente de tanta preocupação com a violência que há de me assolar.
A violência que me assombra é imensa que chega a dar vontade de rir.
Rir dos motivos que fazem tudo isso acontecer sobre minha cabeça atingindo até minha alma.
- Calma querida devemos sentar e analisar os fatos que estão culminando para isso.
Fale-me onde e como posso lhe ajudar.

- Queres mesmo me ajudar? Então comece me falando por que isso tudo está acontecendo.

- Pois não Terra da Boa Esperança.
Nós dois sabemos que esta violência é provocada pela impotência dos dois lados da moeda, nesse caso, pelo os dois lados da sociedade.

- Como assim Espaço Geográfico?

- Os delinquentes presos pelos atados policiais são vítimas de um sistema incompetente.
E sabe por quê? Por que quem governa tal sistema não passam de visionários capitalistas que não tem nenhum interesse que nossa sociedade e principalmente você Esperantina melhore.
Pessoas violentadas pela corrupção que não diz NÃO às propinas oportunas de dentro desse maldito Estado, Estado como Nação.

- Mais hoje você ta que ta, seja mais direto comigo amigo Espaço Geográfico, caso contrário pode morrer mais uma célula do meu corpo, seja por uma Roleta Russa ou por uma pedra de crack.

- Ao falar assim Esperantina vejo que estais muito doente meeeeeeeeesmo.
Antes de dar continuidade tome um cole de água poluída com as mais descaradas mentiras dos oposicionistas.
Tudo bem agora?

- Parece que estou pior Espaço Geográfico.

- Não se preocupe, há de piorar.

- Se piorar morrerei.

- Então deixo dar continuidade antes que você var daqui pra melhor, hihihi.

Este mal urbano chamado de violência nos estupra a ponto de passarmos a gosta de ser violentado.
Estamos tão acostumados com isso que até mesmo suas amigas cidades menores já estão sofrendo e nada é feito para as mesmas não chegarem ao ponto que você se encontra.

Os atores finais dessa violência, os que são presos por tamanha barbaria contra você, amada cidade de Esperantina, são antes violentados pela falta de oportunidade de emprego, estudo, lazer.
Não entenda isso como se eu fosse um advogado do diabo, mas apenas um cético sobre de quem são as responsabilidades?
Nossa, sociedade, frustada e com parcela de culpa também e Governo por não utilizar suas ferramentas para matar o problema na raiz do problema.
Está entendo melhor agora Esperantina.

- Agora sim estou mais ciente sobre o que me ESTUPRA mentalmente e fisicamente.

- É como se fosse uma arma de super-herói. 
O governo comete o perigo não dando a devida cidadania, resolve parte dele com algumas políticas públicas e depois promete resolver por completo este perigo apenas como forma de continuar no poder.

Invés de você Esperantina ter a regional da Educação, o que você tem?
Sei que está fraca para responder esta pergunta, portanto respondo para você:

Você tem uma casa de delinquentes (Penitenciária).
Uma praça de lazer chamada de Estádio apenas no papel e nas placas de trânsito onde esta parte de seu corpo está a serviço da bandidagem devido está escura, uma mancha que não se apaga.

Até outra oportunidade querida e amada Esperantina.

- Obrigado Espaço Geográfico por me esclarecer tais fatos e espero que outros possam participar desse tipo de conversa com o intuito de forçar os responsáveis, sociedade e Estado, a me dar os devidos remédios para esta violência que nos estupra.




Fto- teixeiraagora, politicacomdedonafer

3 comentários:

  1. PARABÉNS!!O texto relatou tudo o que muita gente pensa. E que muitas fazem. Pena! que nossa cidade está entregue a violência. É né mas é isso mesmo deram preferência a construção de uma penitenciária do que de uma universidade, para os "pobrezinhos" ficarem perto dos familiares,enquanto, quem quer alguma coisa na vida precisa ir mora longe da familia. E agora os "pobrezinhos" estão por aí "vagando" e os que estudam a noite vivem a mercê deles.

    ResponderExcluir
  2. Em primeiro lugar parabéns! pela coragem de falar de algumas verdades, que dói em alguns calos.Mas não concordo com a parte que fala que não se tem oportunidades de emprego,estudos e lazer,pois, para quem quer tudo isso Esperantina tem,pois nossa cidade oferece um excelente alicerce para todos.Agora poucos querem. È de vc concorda comigo se todos seguissem o exemplo de tantos profissionais formados em nossa cidade assim como vc e aceitassem essa oferta não teria tantos atores da violência. Um Abraço!

    ResponderExcluir
  3. (PEQUENOSAT)Parabéns Marcelino essa matéria fala hoje a nossa realidade vivemos no cidade de fantasia .
    Algumas pessoas ficam falando que a culpa é da policia que ñ age contra a criminalidade, mas esperem um pouco a nossa policia vive precariamente ela age como pode.
    Contrariando algumas pessoas que so sabe fazer critica do mal a policia estar trabalhando e muito, especificamente o cotac ou seja os que usa as bros recentemente eles conseguiram prende os elementos acusado de praticar vários assalto na região .
    Então coibi todos os crime de Esperantina com o numero pequeno de policias fica complicado ,mas prende os bandidos eles tão prendendo mesmo.

    ResponderExcluir